Quem sou eu

Pesquisar este blog

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Guerra Civil dos Estados Unidos da América



















Data 12 de Abril de 1861 - 9 de Abril de 1865
Local: Primariamente nos Estados do Sul
Resultado Derrota dos Estados Confederados da América e expansão dos EUA

A Guerra Civil Americana (também conhecida em português como Guerra de Secessão) ocorreu nos Estados Unidos da América entre 1861 e 1865. Nenhuma guerra causou mais mortes de estadunidenses do que a Guerra Civil Americana, que causou um total de mortes estimado em 970 mil pessoas - dos quais 618 mil eram soldados - cerca de 3% da população americana à época. As causas da guerra civil, seu desfecho, e mesmo os próprios nomes da guerra, são motivos de controvérsia e debate até os dias atuais.

A Guerra Civil Americana consistiu na luta entre 11 Estados do Sul latifundiário aristocrata contra os Estados do Norte industrializado, dedicado a estilos mais modernos de vida. Esta divisão é considerada uma das causas primárias do conflito. Enquanto o norte passava por um período de expansão econômica graças à industrialização, à proteção ao mercado interno e à mão-de-obra livre e assalariada, a economia do sul dependia da exportação de produtos agropecuários - especialmente do algodão, cujas exportações eram a principal fonte de renda destes estados. A agropecuária do sul, por sua vez, dependia muito do uso do trabalho escravo.

Ao longo das primeiras décadas do século XIX, a imigração em massa e intensa industrialização fizeram com que o poderio do Norte crescesse economicamente e politicamente no governo. Grandes tensões políticas e sociais desenvolveram-se entre o Norte e o Sul. Em 1860, Abraham Lincoln, um republicano contrário à escravidão, venceu as eleições presidenciais americanas. Lincoln, ao assumir o posto de presidente, cognominou os Estados Unidos de "Casa Dividida".

Em 1861, ano do início da guerra, o país consistia em 19 Estados livres, onde a escravidão era proibida, e 15 Estados onde a escravidão era permitida. Em 4 de Março, antes que Lincoln assumisse o posto de presidente, 11 Estados escravagistas declararam secessão da União, e criaram um novo país, os Estados Confederados da América. A guerra começou quando forças confederadas atacaram o Fort Sumter, um posto militar estadunidense na Carolina do Sul, em 12 de Abril de 1861, e terminaria somente em 28 de Junho de 1865, com a rendição das últimas tropas remanescentes da Confederação.
Fonte: Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_Civil_dos_Estados_Unidos_da_Am%C3%
A9rica

Estados Confederados da América



Confederate States of America
Confederação / Bandeira / Brasão
Lema nacional: Deo Vindici (do Latim: Deus Vindica)
Hino nacional: (nenhum oficial) "God Save the South" (não-oficial) "The Bonnie Blue

Flag: " (não-oficial) "Dixie" (não-oficial)

Continente: América do Norte
Capital: Montgomery, Alabama4 de Fevereiro de 186129 de Maio de 1861Richmond, Virginia29 de Maio de 18619 de Abril de 1865Danville, Virginia3 de Abril10 de Abril de 1865
Governo: República
Presidente: Jefferson Davis
Alexander Stephens
Legislatura: Congresso dos Estados Confederados
Período histórico: Guerra Civil Americana
• Fundação: 1861
• Dissolução: 1865
População: • 1860 est. 9 103 332 (incluindo 3 521 110 escravos)
Moeda: Dólar Confederado (apenas notas)

Os Estados Confederados da América (Confederated States of America, em inglês; abreviação: CSA), também conhecida como A Confederação (The Confederacy, em inglês) foi uma unidade política formada em 4 de fevereiro de 1861 por seis Estados do Sul agrário e escravista dos Estados Unidos da América - Alabama, Carolina do Sul, Flórida, Geórgia, Louisiana e Mississipi - após o abolicionista Abraham Lincoln ter vencido as eleições presidenciais de 1860. Jefferson Davis foi escolhido como o primeiro Presidente dos Estados Confederados da América no dia seguinte, e o único a presidir da Confederação até ter sido capturado pela União, em 10 de abril de 1865, um dia após a rendição incondicional das tropas confederadas em Appomattox.
Um mês depois, em 4 de março de 1861, Abraham Lincoln se tornou o novo Presidente dos Estados Unidos da América. Em seu primeiro discurso como presidente, ele declarou a secessão de ilegal. Embora não tendo declarado publicamente nenhuma intenção de invadir os estados do Sul, Lincoln disse que usaria força para manter a possessão das propriedades federais nos Estados da Confederação. Lincoln terminou seu discusso com um pedido de restauração dos laços da União. O Sul, particulamente, a Carolina do Sul, ignorou o pedido, e em 12 de abril, o Sul atacou tropas federais no Fort Sumter, em Charleston, Carolina do Sul, até que tais tropas tivessem rendido. Abraham Lincoln então declarou a todos os estados do Norte que cedessem tropas para capturar o forte, e assim, preservar a União. A maioria dos nortistas acreditavam que uma vitória rápida da União iria aniquilar a rebelião, e assim sendo, Lincoln apenas chamou por voluntários por 90 dias. Isto resultou em quatro estados juntando-se à Confederação. Uma vez que Virgínia juntou-se à Confederação, a capital confederada mudou-se para a capital do Estado, Richmond.
O Texas juntou-se à Confederação no começo de março. Seu antigo governador, Sam Houston, foi obrigado a depor, após ter recusado a discussar em público um juramento de confiança e lealdade à Confederação. Estes sete Estados saíram dos Estados Unidos e tomaram o controle das instalações militares, portos e qualquer outra propriedade da União dentro dos limites da Confederação, assim desencadeando a Guerra Civil Americana. Após a Batalha de Fort Sumter, mais quatro estados juntaram-se à Confederação - Arkansas, Carolina do Norte, Tennessee e Virgínia, Missouri e Kentucky permaneceram oficialmente na União, mas grupos separatistas destes dois estados foram também aceitos como membros da Confederação, elevando o número de Estados-membros para 13. Durante a maior parte de seus quatro anos de existência, a Confederação esteve envolvida na Guerra Civil Americana, na maioria das vezes, em defesa contra ataques da União.
Os cinco governos do Território Indígena - que tornaria-se o Estado de Oklahoma em 1907 - também suportavam a Confederação, bem como o Território de Arizona.
Nem todos os Estados onde a escravidão era legal juntaram-se à Confederação. Em 1861, lei marcial foi declarada em Maryland, o Estado que cerca a capital americana, Washington, DC, para bloquear quaisquer tentativas no estado de separação. Delaware, também um Estado escravista, nunca considerou juntar-se à Confederação, bem como a capital Washington, DC, onde muitos de seus habitantes simpatizavam com a Confederação. Em 1863, durante a guerra, um grupo político a favor da União, no Estado confederado de Virgínia, declarou a secessão de 48 condados do noroeste do Estado, assim formando a Virgínia Ocidental, que logo juntou-se à União.

Antigos Estados Confederados da América
Alabama · Arkansas · Carolina do Norte · Carolina do Sul · Flórida · Geórgia · Louisiana · Mississippi · Tennessee · Texas · Virgínia


Fonte: http://images.google.com.br/imgres?imgurl=http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/6/6b/Confederate_States_of_America.svg/250px-Confederate_States_of_America.svg.png&imgrefurl=http://www.estudosobre.com/Estados_Confederados_da_Am%25C3%25A9rica&h=157&w=250&sz=12&hl=pt-BR&start=4&sig2=o6KwCgWtU1rw9dSjMDxAgw&usg=__8VEg9S_0o8JqRORn5C3xOBbuJ6U=&tbnid=IeEUnRILy2TtEM:&tbnh=70&tbnw=111&ei=qZfASLSrDojeeub1jOUH&prev=/images%3Fq%3Destados%2Bconfederados%2Bda%2Bamerica%26gbv%3D2%26hl%3Dpt-BR

Saiba mais sobre Santarém


Fonte:
SANTARÉM: UMA SÍNTESE HISTÓRICA
ANTONIA TEREZINHA DOS SANTOS AMORIM
A obra se propôe a repassar aos colegas professores, alunos e demais interessados uma visão coerente e sistemática dos acontecimentos históricos mais significativos da história de Santarém desde o período pré-colonizador aos dias atuais, numa linguagem simples e de fácil entendimento, considerando-se o público ao qual se destina.
R$ 22,00ISBN: 85-85692-74-X16cm x 23cm, 256p.1999
Quero comprar este livro Voltar para história

Livro sobre os Confederados em Santarém

O endereço abaixo fornece livros usados, raros e esgotados para leitores em geral, pesquisadores, colecionadores e instituições de ensino e pesquisa no brasil e no exterior. Os pedidos são atendidos e enviados com seguro e nº de rastreamento em até 24 hs após confirmação do pagamento. O frete é informado na ocasião do atendimento ao cliente. O custo do frete internacional econômico varia a partir de R$16,00. O frete nacional a partir de R$3,00. Garantimos ressarcimento dos valores em caso de perda, extravio ou divergência do anunciado. Nossa política de troca e devoluções está de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, preservando os seus direitos.
Tel: 11 30620951. contato@livrariaacervo.com.br R. Artur de azevedo, 723 Pinheiros São Paulo. Atendimento segunda à sexta, 10h às 14h e 15h as 19h.
Confederados em Santarém
Norma de Azevedo Guilhon
Preço: Real 40,00
Quantidade Disponível: 1
Frete: Ver termos e condições do livreiro
Editora: Conselho estadual de cultura Data de publicação: 1979
ISBN-10: ISBN-13: Peso: 650 g Número no Acervo do livreiro:
Livreiro: Livraria Acervo Editorial (Brasil, são paulo)
Formas de pagamento aceitas
Veja os livros do livreiro
Termos e condições do livreiro
Descrição:
Brochura, 16x23 cm, 233 pp. Ilust. mapas. Belém, Pará: Conselho estadual de Cultura, 1979. Livro usado em bom estado.

domingo, 10 de agosto de 2008

Blog da ASDECON


Olá!
Estamos iniciando hoje, 10 de agosto de 2008, o blog da ASDECON (Associação dos Descendentes de Confederados Americanos - Amazônia). Pretendemos usar esta mídia para divulgar as ações da Associação, sediada em Belém do Pará.Sejam bem vindos e vamos juntos compartilhar esse espaço.Contatos para: gerardo.monteiro@gmail.com


Hello!
We are starting today, August 10, 2008, the blog of ASDECON (Association of Descendants of American Confederates - Amazon). We intend to use the media to publicize the actions of the Association, based in Belém do Pará are welcome and together we share this space. Contacts for: gerardo.monteiro @ gmail.com

Bandeira da ASDECON

Bandeira da ASDECON
ASSOCIAÇÃO DOS DESCENDENTES DE CONFEDERADOS AMERICANOS NA AMAZÔNIA

Brasão da família Vaughan

Brasão da família Vaughan

ClickComments

ESCLARECIMENTO / EXPLICATION

Esclarecemos que em função de erros cometidos por ocasião das escriturações nos cartórios de Santarém, durante os registros de nascimentos, diversas famílias de origem confederada (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc...) tiveram seus nomes escriturados de forma errada.
A família VAUGHAN, por exemplo, assumiu algumas formas diferentes de escrituração: Vaughon, Waughan e Wanghon.
Recentemente alguns descendentes da família VAUGHAN e de outras famílias, com o auxílio de advogados e seguindo as árvores genealógicas, efetuaram as correções devidas nos cartórios locais e passaram a escrever corretamente os seus nomes.
Devido a pronúncia do nome VAUGHAN ser diferente da forma que é escrita, alguns descendentes passaram a adotar a denominação de “Von”, mas tão somente para facilitar o entendimento da leitura, sem alterar a forma de registro.

We clarified that in terms of errors committed during the notary records in Santarém, in the records of births, several families of confederates (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc ...) had their names entered in wrong. The family VAUGHAN, for example, took a few different ways to book: Vaughon, Waughan and Wanghon. Recentemente VAUGHAN some descendants of the family and other families with the help of lawyers and following the tree, made the necessary corrections in notary places and began to write their names correctly. Due to the pronunciation of the name VAUGHAN be different from the way it is written, some descendants moved to adopt the name of "Von", but only to facilitate the understanding of reading, without changing the way of record.