Quem sou eu

Pesquisar este blog

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Poesia de Quinta

por Deíla Maia

Pessoal,
Desde antes do Natal estou um pouco adoentada (nada grave!!), e com certeza este meu final de 2009 não foi dos melhores... Realmente, quando a gente está sem muita saúde é que vê que ela é a mais importante, de tudo...
Enfim, foi uma luta comigo mesma vir fazer este Poesia de Quinta de hoje, pois ainda estou bem mole. Ainda bem que eu já havia escolhido uma poesia que recebi de um amigo lá do Rio, na semana passada e que gostei muito. O Autor é desconhecido.
E, para vc, Roberto Lana, meu amigo médico e advogado lá do RJ, muito obrigada pela bonita poesia e aproveito para desejar a todos um feliz 2010, com muita SAÚDE!!!!!! É tudo que eu queria para mim por estes dias.
Beijos
Deíla

É hora de extinguir, sem resolução do mérito antigos processos de desencantos;
de reconhecer ex-officio a prescrição de velhos problemas;
de arquivar o que já foi resolvido dando-lhe justo lugar na história;
de indeferir pensamentos negativos, deferir abraços e votos de felicidade;
distribuir mais carinho e respeito que presentes; de expedir mandados de alegria;
de antecipar a produção de provas de amor;
de chamar a vida à ordem;
de determinar a boa-vontade;
de convocar 2010 e decretá-lo ano de paz!

Dê fé! Defira! E peça deferimento!
(autor desconhecido)

PS: A leitura excessiva destes textos pode ocasionar dependência cultural.

FELIZ ANO NOVO!!!


RETROSPECTIVA DO BLOG DA ASDECON EM 2009

Arquivo do blog
ARQUIVOS DE: 2009 (107)
Janeiro (6)
Fevereiro (4)
Março (2)
Abril (2)
Maio (2)
Junho (3)
Julho (21)
Agosto (13)
Setembro (12)
Outubro (10)
Novembro (9)
Dezembro (23)

DOM ALBERTO TAVEIRA CORRÊA - NOVO ARCEBISPO DE BELÉM


É mineiro e vem de Palmas-TO, o novo arcebispo de Belém do Pará. O anúncio da nomeação de dom Alberto Taveira Corrêa foi feito nesta quarta-feira, 30/12, no Vaticano, e divulgado pela arquidiocese paraense. O anúncio do novo arcebispo foi feito em entrevista coletiva na sede da Cúria Metropolitana, logo após a publicação no “L’Osservatore” ao meio-dia de Roma. O administrador arquidiocesano, monsenhor Raimundo Possidônio, o responsável por dizer aos católicos de Belém o nome do novo arcebispo, aquele que ocupará a vaga deixada por Dom Orani João Tempesta em abril deste ano, para assumir a arquidiocese do Rio de Janeiro.
O novo arcebispo de Belém é muito jovem e tem apenas 59 anos. É com muita satisfação que ele afirma estar para assumir a nova missão e anuncia sua vinda em Belém, antes de sua posse, para conhecer e querer bem as pessoas.
Dom Alberto promete realizar tudo o que estiver ao seu alcance para honrar “uma história de quase 400 anos da Igreja Católica no Pará”.
Ele diz que só esteve em Belém uma vez, quando dom Vicente Zico ainda era o arcebispo.
Pretende fazer uma viagem a Belém antes de sua posse, mas data a data ainda não foi definida.
Dom Alberto fala na entrevista que pretende primeiro conhecer os padres, bispos e as pastorais da arquidiocese, para só depois elaborar suas metas de trabalho.
Em entrevista dada ao jornal Diário do Pará, dom Alberto transmite aos mais de 6 milhões de católicos do Pará a seguinte mensagem:
- Minha palavra é de ânimo e de desejo de muita comunhão. Temos de continuar trabalhando juntos para anunciar a palavra de Deus e também cuidar do povo de Deus, principalmente daqueles que mais sofrem.
- Desejo logo conhecer a todos. Que Deus abençoe todas as pessoas que lerem esta entrevista e também aquelas que a divulgarem.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

FELIZ NATAL!!!


Poesia de Quinta

por Deíla Maia

Pessoal,
Aproveito que hoje é véspera de Natal para desejar a todos um ótimo final de ano e um 2010 com muita poesia, doçura, saúde e amor!!!!!!A Poesia de Quinta de hoje foi uma contribuição especial do meu amigo e poeta K. Kampus, que aproveita a oportunidade para fazer uma reflexão sobre as guerras que infelizmente ainda acontecem em nosso planeta, os preconceitos, a discriminação, a fome... Sei que é difícil, mas vamos tentar melhorar tudo isso no ano que vem!!!!!!
beijos e um Feliz Natal para todo mundo!
Deíla
Happy Xmas (War Is Over)
Feliz Natal (A Guerra Acabou)

So this is christmas
Então é natal
And what have you done
E o que você tem feito?
Another year over
Um outro ano se foi
And new one just begun
E um novo apenas começa

And so this is christmas
E então é natal
I hope you have fun
Espero que tenhas alegria
The near and the dear one
O próximo e querido
The older and the young
O velho e o Jovem

A very merry christmas
Um alegre Natal
And a happy new year
E um feliz ano novo
Let's hope it's a good one
Vamos esperar que seja um bom ano
Without any fear
Sem sofrimento

And so this is christmas (war is over...)
E então é natal (e a guerra terminou...)
For weak and for strong (...if you want it)
Para o fraco e para o forte (...se você quiser)
The rich and the poor one
Para o rico e para o pobre
The world is so wrong
O mundo é tão errado

And so happy christmas
E, então, feliz natal
For black and for white
Para o negro e para o branco
For the yellow and red one
Para o amarelo e para o vermelho
Let's stop all the fight
Vamos parar com todas as lutas

A very merry christmas
Um alegre Natal
And a happy new year
E um feliz ano novo
Lets hope it's a good one
Vamos esperar que seja um bom ano
Without any fear
Sem sofrimento

And so this is christmas
E então é Natal
And what have we done
E o que nós fizemos?
Another year over
Um outro ano se foi
And new one just begun...
E um novo apenas começa...

And so happy christmas
E então Feliz Natal
We hope you have fun
Esperamos que tenhas alegria
The near and the dear one
O próximo e querido
The older and the young
E velho e o jovem

A very merry christmas
Um alegre Natal
And a happy new year
E um feliz ano novo
Let's hope it's a good one
Vamos esperar que seja um bom ano
Without any fear
Sem sofrimento

War is over - if you want it
A guerra acabou , se você quiser
War is over - if you want it
A guerra acabou , se você quiser
War is over - if you want it
A guerra acabou , se você quiser
War is over - if you want it
A guerra acabou , se você quiser

PS: A leitura excessiva destes textos pode ocasionar dependência cultural.

Seja um membro do Clube da Evangelização Canção Nova

Para saber mais sobre o Clube da Evangelização visite o endereço que se segue:
http://clube.cancaonova.com/

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Poesia de Quinta

por Deíla Maia

Pessoal,
Estamos já na 2ª quinzena de dezembro do quase finado 2009 !!!! Como o tempo passa rápido... Lembrou-me até aquela poesia do Mário Quintana sobre o tempo ("Quando se vê, já são seis horas! Quando se vê, já é sexta-feira! Quando se vê, já é natal... Quando se vê, já terminou o ano... Quando se vê perdemos o amor da nossa vida. Quando se vê passaram 50 anos!").
A Poesia de Quinta de hoje é com um poema de um amigo muito querido e admirado, ANTONIO DE PADUA, o qual, para coroar 2009 com chave de ouro, vai fazer o (re)lançamento do seu livro de prosas "O Velejador" hoje à noite a partir das 19:30 h, no Restaurante Quintas do Calhau, este espaço de apoio da poesia e da cultura maranhense.
E foi com muito carinho que escolhi uma poesia dele mesmo, publicada na nossa última antologia (Receita Poética), lançada na III Feira do Livro de São Luís.
Beijos atemporais,
Deíla

PASSOS DA VIDA
Antonio de Pádua

A VIDA PASSA
EM PASSOS RÁPIDOS
QUE NOS LEVAM.

OS DIAS
MARCAM ESTE COMPASSO
DE PASSAR.

AS MANHÃS SEGUEM-SE EM ALVORADAS
E O SOL A PROCLAMAR:
A VIDA É UM INSTANTE

QUE SE ANUNCIOU
QUEM NÃO A PERCEBEU,
NÃO VIU ACONTECER, PERDEU, PASSOU.

PS: A leitura excessiva destes textos pode ocasionar dependência cultural.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

PARABÉNS CALOURO!


"APENAS OS MELHORES FAZEM A HISTÓRIA"

Gerardo Monteiro Neto:

4º colocado no vestibular 2010 do curso de Serviço Social da UNAMA

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

UNAMA aprova 1.955 candidatos


Vestibulandos festejaram a vitória, ontem. Calouros deverão receber kit matrícula dia 15 e se matricular de 16 a 17.
A divulgação do listão dos aprovados no vestibular 2010.1 da Universidade da Amazônia (Unama) fez a alegria de 1.955 calouros. A instituição anunciou, ontem de manhã, os nomes dos aprovados no processo seletivo para o primeiro semestre de 2010. Dezenas de candidatos estiveram no campus Alcindo Cacela para conferir os nomes nos quadros de aviso. O listão dos aprovados está disponível também no site da instituição, no endereço eletrônico: www.unama.br.
Os aprovados deverão receber o kit matrícula no dia 15 de dezembro, no campus onde funciona o curso para o qual foi aprovado, as matrículas serão realizadas nos dias 16 e 17 de dezembro e as aulas se iniciam no dia 1º de fevereiro.
O primeiro lugar geral da universidade foi do curso de Fisioterapia matutino. A caloura Beatriz Santos Botelho, 18 anos, obteve 193 pontos no exame - a prova valia 200 pontos, com a redação valendo 100 pontos e a parte objetiva mais 100. As calouras do curso de Direito matutito Débora Alves e Daniella Brito, ocuparam os segundo e terceiro lugares gerais, respectivamente. 'Estava no cursinho quando ouvi o listão. Foi uma emoção muito grande e a sensação de alívio, depois de várias horas de estudo. Agora é estudar mais para tentar conquistar uma vaga no curso de Medicina', disse Beatriz, eufórica, com a primeira colocação geral.
Segundo o pró-reitor de ensino e coordenador do processo seletivo, Mário Guzzo, o listão estava programado para ser divulgado somente após o anúncio das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 'Mas com o anúncio do Ministério da Educação (Mec) de que as notas só sairiam em fevereiro, resolvemos antecipar a divulgação do listão para hoje (ontem). Todas as vagas ofertadas foram preenchidas neste processo seletivo', informou. A Unama utiliza a nota do Enem no critério de substituição da nota da prova objetiva, caso seja solicitada pelo aluno no ato da inscrição.
A prova do vestibular Unama, igual para todos os cursos, ocorreu no dia 29 de outubro e foi constituída de uma redação e de 50 questões objetivas, cujo conteúdo abrangeu conhecimentos relativos às disciplinas obrigatórias do ensino médio.

É com muito prazer e orgulho que gostariamos de informar e compartilhar com todos que o nosso filho, o Gerardo Neto, torcedor da Tuna, passou de 1ª no vestibular de 2010 da UNAMA. A sua classificação foi em 4º lugar para o curso de Serviço Social.

Gerardo Neto fez 144 pts de 200 possíveis, sendo 44 pts nas questões objetivas e 90 pts em redação, obtendo a 2ª maior nota de redação do curso e uma das 10 maiores no geral. Ele nem fez a prova do ENEM mas se tivesse feito e usado como critério de avaliação certamente teria sido o 1º colocado do curso. De qualquer forma foi muito bom o desempenho e resultado que nos deixou muito orgulhosos.
Parabéns e sucesso ao nosso querido filho Gerardo Neto!

Aprovados no vestibular 2010 da universidade da amazônia

Serviço Social – Noturno
Adriane Marques Franco, Adrieli Castro da Silva, Aline Lorenna Caldeira Batista, Allana Conceição Silva Damasceno, Amaury Sousa Neto, Ana Carolina de Nazaré Ferreira da Silva, Ana Paula Costa Pessoa, Andrea Franzini, Andreia da Conceição Monteiro Pereira, Brenda Dias Ramos, Camila Botelho de Souza, Cassia Laiany Alves de Melo, Celice Leal Trindade 2ªopção, Clarissa Fernandes Teles 2ªopção, Cristhiana Soraya dos Reis Rendeiro, Denise do Socorro Santos da Costa, Denise Novaes da Silva, Diego Nascimento Campos Nahmias, Édma Mayara Pereira Cardoso, Erick Pantoja Pinto, Flávia Gomes Souza, Gabriela Barros Borges de Lima, Gerardo Monteiro Neto, Glauceleia Amorim da Costa, Isabel Cristina Corrêa Sarmento, Jéssica Costa Nascimento, Jessica Quaresma Machado, Jessica Rillene Campos Barbosa, Joice Alice Jaks Gonçalves, Jucielem Azulino de Farias, Katiuscia Machado Corrêa, Layena Calucia Alves Polaro, Lidiane Inês Maia Reis, Lidiene de Fatima Monteiro Moraes, Liege Maria Maia Bentes, Lohana Karolyne da Silva Oliveira, Lorena Bentes de Sousa, Luciana de Freitas Pantoja, Maira Ningrithy Martins Nery 2ªopção, Marciane Cruz do Nascimento 2ªopção, Marco Roberto Alves de Souza, Mariana Valverde Rotterdam de Castro, Mayara Daiane Brito Brasil, Naiara de Souza Araujo, Neyla Moras da Silva, Rayra Amador da Silva, Renata Nazare da Silva Lima, Shirlene Mendes Marques, Thamires Laurindo Moutinho, Vanessa Tamíres Miranda Almeida
fonte: Amazônia Jornal - Edição 12/12/2009


quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Poesia de Quinta

por Deila Maia












Pessoal, Fazia tempo que uma poesia de quinta não causava tantos comentários como a "Poesia do Hexa" kkkkkkkk Os amigos vascaínos se revoltaram, os Flamenguistas continuaram em êxtase e por isso que o futebol é tão divertido. A Poesia de Quinta de hoje é um pouco triste mas bastante reflexiva e eu dedico à minha querida Josane Duarte Luso, pelo belíssimo trabalho com as crianças do orfanato que ela vem fazendo, não apenas no Natal. Beijos Deíla

Poema de Natal
Vinicius de Moraes

Para isso fomos feitos:
Para lembrar e ser lembrados
Para chorar e fazer chorar
Para enterrar os nossos mortos —
Por isso temos braços longos para os adeuses
Mãos para colher o que foi dado
Dedos para cavar a terra.
Assim será nossa vida:
Uma tarde sempre a esquecer
Uma estrela a se apagar na treva
Um caminho entre dois túmulos —
Por isso precisamos velar
Falar baixo, pisar leve, ver
A noite dormir em silêncio.
Não há muito o que dizer:
Uma canção sobre um berço
Um verso, talvez de amor
Uma prece por quem se vai —
Mas que essa hora não esqueça
E por ela os nossos corações
Se deixem, graves e simples.
Pois para isso fomos feitos:
Para a esperança no milagre
Para a participação da poesia
Para ver a face da morte —
De repente nunca mais esperaremos...
Hoje a noite é jovem; da morte, apenas
Nascemos, imensamente.


PS: A leitura excessiva destes textos pode ocasionar dependência cultural

Conheça a história da cidade de Fordlândia



Você vai conhecer a incrível história de uma típica cidadezinha do interior dos Estados Unidos que foi montada no meio da floresta Amazônica na década de 40! Lucas Mendes conversa com o professor Greg Grandin sobre a "Fordlândia", uma cidade idealizada pelo empresário de automóvel, Henry Ford.

A utopia amazônica de Henry Ford

, , , , , , ,

No “post” abaixo pode assistir a um trecho do documentário feito, na própria Fordlandia, por ninguém menos que Walt Disney.

fonte: http://especiais.globonews.globo.com/milenio/tag/fordlandia/

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

PARTICIPE DO BLOG DA ASDECON

Olá amigos e amigas visitantes ou seguidores, que Deus esteja com todos!
Informamos que o blog está aberto para compartilhar e divulgar matérias relevantes, fotos pessoais ou de eventos ou qualquer outro assunto de interesse geral, desde que não fira a integridade e nem o direito de ninguém!
Envie sua colaboração para o e-mail gerardo.monteiro@gmail.com que terei o maior prazer de divulgar.
Boa sorte e sucesso para todos!

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

NIVER DO VICTOR ANDREI


Aconteceu no último dia 08/12/09, na residência dos Von's, um jantar em família para comemor o aniversário de 16 anos do jovem Victor Andrei, filho de Gerardo e Elizabeth.
Ao Victor Andrei desejamos muita saúde e Sucesso.
Parabéns!
Salve Maria!
Quer cultivar o espírito de Natal? O Natal não morreu, nem morrerá jamais. Ele traz felicidade, paz e alegria para quem o vive. Então, por que não propagar o verdadeira espírito de Natal no seu dia-a-dia? Você pode fazer isso enviando cartões virtuais gratuitamente na página http://www.fatima.org.br/. E tenha um natal melhor, partilhando com seus amigos a vinda do Salvador do mundo. Recomende tambem a seus conhecidos. E, desde já, um feliz Natal para você e para todos os seus.

Com os melhores cumprimentos,

João Sérgio Guimarães Coordenador da Campanha
http://www.fatima.org.br/

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

As plantações de seringa de Henry Ford

ABC da Amazônia: Fordlândia
A visão do norte-americano na época da Fordlândia, em 1928, num precioso artigo que mostra o absurdo valor econômico e estratégico para Henry Ford e toda Detroit que tinham o látex então. Não está fácil de ler, a imagem está em baixa, mas vale a leitura para quem se interessa pelo assunto. Mais Fordlândia aqui, aqui e aqui. Já sobre o documentário, que eu não sei se já está disponível, o melhor link que achei foi este. No Google Maps, pegue se Jeep com GPS e vá até aqui para chegar à Fordlândia. O site Mini Ford têm uma história engraçada de um funcionário da Ford que foi de Camaçari ao Pará em um Ecosport em 2003.
Artigo extraído da Popular Science, abril de 1928.

A Fordlândia

Em 1927, Henry Ford, involuntariamente, tornou-se o precursor dos malfadados projetos megalomaníacos de ocupação da Amazônia. A idéia do gênio da indústria automobilística soa hoje como uma verdadeira extravagância. Consistia na construção de uma fábrica de borracha natural no interior do Pará para fugir do monopólio do produto imposto pelos ingleses naqueles tempos.

Para viabilizar o plano, o empresário despachou de Detroit dois navios que aportaram às margens do rio Tapajós carregando os materiais para erguer não só a indústria mas também uma cidade inteira, com vilas ao estilo americano, escolas e hospital. A força de trabalho misturava executivos americanos, caboclos e aventureiros vindos de todas as partes do país e do mundo. "Todos são admitidos nas fábricas, exceto os dementes e os loucos", registrou na época o jornal O País, do Rio de Janeiro.

A Fordlândia localizava-se no município de Itaituba, perto da cidade de Santarém (noroeste do Pará); o vilarejo acabou se revelando um fiasco completo. Um fungo praticamente dizimou a plantação de 1,5 milhão de seringueiras e o choque cultural entre os americanos e o povo local transformou num inferno a rotina de trabalho. Num dos episódios mais tensos, que ficou depois conhecido como "A revolta das panelas", os caboclos depredaram o refeitório, pois sua dieta de peixe e farinha havia sido substituída por espinafre e outros produtos estranhos à sua cultura culinária. Em razão de tantos problemas, a direção da fábrica resolveu deslocar as atividades para Belterra, cidade mais próxima do rio Tapajós. A iniciativa também fracassou. Em 1945, derrotado, Ford fechou as portas de sua filial amazônica, levando consigo um prejuízo de mais de 100 milhões de dólares, em valores atualizados. O empresário vendeu as terras para o governo brasileiro por 250 mil dólares.
Por Sérgio Ruiz Luz (jornalista)

Mapa de localização da Fordlândia. O trecho destacado no mapa refere-se a uma viagem feita por um funcionário da Ford, em agosto de 2003 (ano do centenário da companhia), a bordo de um Ford Ecosport que percorreu 3.500 km de Camaçari (BA) ao vilarejo no Pará.





A Vila Americana, reservada aos estrangeiros, era o bairro nobre da Fordlândia.



Uma carteira de trabalho e placas de identificação dos funcionários da cidade da Companhia Ford Industrial do Brasil.



Por volta de 1928, a seleção dos candidatos a trabalhar nos seringais do vilarejo








BELTERRA: DO PROJETO DE PLANTIO DE SERINGA À CIDADE

A data de 04 de maio de 1934, foi primordial na história de Belterra. Momento em que chegou por estas bandas a Companhia Ford, do magnata norte-americano Henry Ford (foto) a qual enfrentou diversos problemas, entre eles o clima, impossibilitando o avanço tecnológico. Época dos barões e baronesas, diferenciando-se por residir em vilas diferentes, de acordo com a renda de cada morador. Nos meados de 1945 o Projeto inicial de plantações de seringas fracassou, e o governo brasileiro, para manter a área já plantada, iniciou a exploração do seringal, tornando-se o maior produtor de látex da região.
O município de Belterra foi criado através da Lei nº 5.928 de 28 de dezembro de 1995, sancionada pelo então governador Dr. Almir José de Oliveira Gabriel, tendo sido desmembrado do município de Santarém, com sede na localidade de Belterra, que passou à categoria de cidade, com a mesma denominação. Sua instalação aconteceu em 1º de janeiro de 1997, com a posse do primeiro prefeito, do vice-prefeito e vereadores eleitos no pleito municipal de 3 de outubro de 1996.

Casa Um foi projetada para receber o mentor do projeto, o miulionário Henry Ford.

Por ser considerada "A cidade Americana no Coração da Amazônia", Belterra, assim como Forlândia, possui uma arquitertura singular, lembrando uma típica cidade do interior dos Estados Unidos. A arquitetura chama atenção de quem visita o município.As vilas que abrigavam os funcionários que trabalhavam no projeto, são preservadas até hoje.
As residências são cobertas de telhas de barro tipo "francesa", têm banheiros internos, varandas, afastamento lateral e jardins. Aliás, belos jardins. Independente da casa, os moradores preservam o hábito de conservar os jardins ao redor de suas casas. Na verdade, na época do projeto, a companhia Ford realizava concursos anuais para premiar o melhor jardim do município. O objetivo era aumentar a quantidade de frutos e hortaliças para que os moradores conhecessem o valor da dieta à base de vegetais.
Mas, existe uma residência que chama atenção de todos e leva ao passado várias pessoas que trabalharam no Projeto da Borracha. A Casa 1 (um), como era chamada pelos habitantes da cidade, é uma casa de sonhos. Ampla, com uma vista privilegiada da varanda, grande salão e vários compartimentos, a Casa Um foi projetada para receber o mentor do projeto, o miulionário Henry Ford. No entanto, isso nunca aconteceu, pois 40 dias antes da viagem prevista para Belterra, Ford perdeu o filho e desistiu da viagem e do projeto. N conversa dos moradores que participaram dessa história holywoodiana restam apenas saudades e sempre um "se". Talvez, se Henry Ford conhecesse aquele lugar, nunca tivesse coragem de deixá-lo.
Guia Turistico de Belterra

fontes:

http://www.miniford.com.br/?load=mod1&idm=57

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1013248-7823-ABC+DA+AMAZONIA+FORDLANDIA,00.html

http://carrosantigos.wordpress.com/2009/10/13/as-plantacoes-de-seringa-de-henry-ford/

http://www.miniford.com.br/?load=mod1&idm=57

http://belterra.redemocoronga.org.br/2009/07/28/belterra-do-projeto-de-plantio-de-seringa-a-cidade/

Poema para a Tuna Luso


Á NOSSO TIME DO CORAÇÃO!
CELINA VASQUES

A minha mensagem tem que
chegar a paraenses e Lusitanos
Torcida crusmaltina
vamos ser felizes!

Não é só ser torcedor
tem que ter AMOR
ALMA
SENTIMENTO
PAIXÃO!

Não basta ser torcedor
tem que ter emoção
com a TUNA LUSO
no coração!

É preciso compartilhar...
defender
conhecer
louvar o time e a bandeira amar!

No campo de Futebol
torcer...torcer...torcer...
nas regatas e na Natação nosso clã tem de participar...
vamos sempre dançar nas festas da sede campestre promover feijoadas para o nosso Clube ajudar!

Somos felizes Torcedores
nosso time vai arrazar
nós todos vamos comemorar!

Torcedores da Tuna Luso Brasileira!

Poesia de HEXA

por: Deila Maia

Pessoal
A grande conquista do hexacampeonato brasileiro do Flamengo de ontem merece uma edição EXTRAORDINÁRIA da Poesia de Quinta, hoje chamada carinhosamente de Poesia de HEXA. kkkkkk
Nossa, que sofrimento!!!!! Sinceramente, eu esperava que os gremistas iriam "entregar"... Quem dera!!! Jogaram duro e quase mataram os flamenguistas do coração. Mas não faz mal. O fato de eles terem jogado sério só traz mais brilho à conquista do HEXA, que foi por méritos próprios do time e da sua torcida maravilhosa, a MAIOR E MAIS BONITA DO MUNDO...
E para quem ainda insiste em "questionar" o penta, só uma simples comparação: o Flamengo é o campeão da 1ª divisão de 2009. O Vasco é o campeão da segundona. Teria algum sentido lógico querer fazer uma disputa entre o campeão da 1ª divisão com o campeão da segundona???? Nenhum, né?
Mas hoje é só alegria... Hexa em 06/12!!!! Data inesquecível, sem dúvida. Eu, que nasci em 06/02 estou me sentindo especialmente brindada com tantos 666666666666666666... E a poesia ainda é número 61: 6 de hexa e 1 de primeiro lugar... Tudo a ver!!!! kkkkk
Foi tudo tão lindo: o técnico Andrade, o Adriano, o Pet, o Zé Roberto, o Léo Moura, o Bruno, o Juan... Que time!!!! E quando todo mundo marcava as estrelas, foram os zagueiros que fizeram os gols do título... Maravilhoso!!!!! Perfeito!!!
Dedico carinhosamente a Poesia do Hexa ao meu irmão, Cléryston, que foi ao Rio de Janeiro, conferir no Maracanã a festa mais bonita da história do futebol brasileiro... kkkkkkk (tô pegando o mal do Lula!!!!!) Como eu queria estar lá também. Mas não deu desta vez. Deixa pro Hepta.
A Litorânea ontem estava linda: lotada de Flamenguistas, de ponta a ponta... Imagino como não estava no Rio e no resto do Brasil, porque o Flamengo há muito tempo já ultrapassou as fronteiras de time estadual. E quando eu cheguei, ainda contagiada pela energia rubro-negra, fiz esta singela poesia, inspirada nos gingles da torcida, mas que expressa a minha alegria do momento!!!!!

Hexa beijos rubro-negros!!!!
Deíla
FLAMENGO HEXA
Deíla Barbosa Maia
São Luís, 06/12/2009

"Aha, uhu,
Que torcida é essa?"
Aha, uhu,
O Flamengo é HEXA!!!!!!

Está difícil descrever a emoção
Desta última rodada do Campeonato Brasileiro
Flamengo, 6 vezes campeão
De todos os times de 2009, ele é o primeiro.

"Aha, uhu,
O Maraca é nosso!"
Aha, uhu,
Sou Flamengo, eu posso.

A Litorânea lotada de ponta a ponta
Bandeiras rubro-negras balançando o tempo inteiro
Flamenguistas pulando além da conta
Hexacampeão do Campeonato Brasileiro!!!

Primeiro gol do Grêmio.
Silêncio geral.
Ninguém no Flamengo afinal
Acreditava que podia perder o prêmio.

Mas foi bom para acordar
O Mengão é mesmo o time da virada
Como mostrou o David, para começar a arrancada
De um time predestinado a ganhar.

O "meio-gol" do Pet, em sua último lance,
Fazendo mais um lançamento perfeito de escanteio
Deu a Ronaldo Angelim a grande chance
De se tornar o herói deste título brasileiro.

Salve o Imperador Adriano,
O inesquecível Pet, este sérvio que é o nosso melhor decano
Léo Moura, Zé Roberto, Bruno, ... o técnico Andrade
Que conseguiu juntar estrelas e dar ao time sua identidade

"Aha, uhu,
Que torcida é essa?"
Aha, uhu,
O Flamengo é HEXA!!!!!!

PS: A leitura excessiva destes textos pode ocasionar dependência cultural.

sábado, 5 de dezembro de 2009

Riquixá com atitude


ECOTAXI: UMA BOA IDÉIA QUE CRESCE CADA VEZ MAIS !!
VEÍCULO COM CONSCIÊNCIA ECOLÓGICA

A
rede ECOTAXI cresceu no mundo inteiro. Os veículos com design moderno estão se tornando cada vez mais comuns nas grandes cidades do mundo preocupadas com o meio ambiente.

ECOTAXI reduz as emissões e conseqüentemente a poluição dentro das cidades de forma ecológica e eficiente. A rede urbana de transporte é realçada através de um sistema flexível e de confiança na mobilidade. Mas ECOTAXI não é somente um meio excelente de transporte para áreas urbanas. Excelente em eventos ou como um serviço de “shuttle” e são naturalmente uma das melhores opções como veículos de mídia externa.
O DONO DA IDEIA, Silas Hernandes, empreendedor do ecotáxi, mostra na avenida Paulista (SP) triciclo de sua frota, que já começou a rodar no Rio.
Formado em marketing, Hernandes é o idealizador do ecotáxi no Brasil, um triciclo dotado de uma capota rígida, capaz de levar até dois passageiros em percursos de curta distância. Além de ser uma alternativa de transporte limpa, o veículo inspirado nos riquixás da Ásia oferece oportunidade de emprego para os jovens carentes que pilotam a engenhoca. Atualmente, 15 ecotáxis circulam pela orla do Rio de Janeiro, transportando preferencialmente gestantes, idosos e portadores de deficiência. Todos os ciclistas que pilotam os triciclos foram recrutados em comunidades pobres.
Hernandes teve a ideia de criar sua frota de triciclos quando assistia pela TV aos jogos da Copa do Mundo de 2002, realizada no Japão e na Coreia do Sul. Em meio às partidas de futebol, viu uma reportagem que mostrava exóticos triciclos circulando em uma cidade japonesa.

Na versão brasileira, o ecotáxi é produzido com parceiros locais. Com corridas estimadas em R$ 0,50, Hernandes procura agora parceiros para veicular publicidade na capota dos triciclos. Nos próximos meses, o empresário planeja instalar placas solares na parte de cima dos carrinhos. O objetivo é que o equipamento gere energia e permita a instalação de um pequeno motor elétrico para dar uma forcinha aos ciclistas nas subidas mais íngremes.


quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

O Juízo Final 2012











Oração da Propina e da corrupção

Pela primeira vez os brasileiros puderam ver a vivo e a cores na TV um grupo de políticos orar e pedir que o Todo Poderoso garanta o recebimeto por eles própinas de corrupção. Confira abaixo a Oração da Propina que os deputados Rubens César Brunelli Jr. (PSC-DF) e Leonardo Prudente (DEM-DF), presidente da Câmara Distrital, ofereceram ao então secretário Durval Barbosa (Relações Institucionais), que distribuía as propinas entre a base aliada.

A ORAÇÃO
Pai, queremos te agradecer por estarmos aqui. Sabemos que somos falhos, que somos imperfeitos, mas queremos agradecer aos santos que nos purificam. Olha, nós somos gratos pelo amigo Durval, que tem sido um instrumento de bênção para as nossas vidas e para essa cidade, que o Senhor contemple as questões do seu coração.
Santas são as investidas, Senhor, de homens malignos contra a vida dele, contra as nossas vidas. Nós precisamos dessa tua cobertura, dessa tua graça, da tua sabedoria. De pessoas que tenham, Senhor, armas para nos ajudar nessa guerra. E, acima de tudo, é o Senhor.
Todas as armas podem ser falhas, todos os planejamentos podem falhar, todas nossas atividades, mas o Senhor nunca falha. O Senhor tem pessoas para condicionar e levar o coração para onde o Senhor quer. A sentença é o Senhor quem determina, o parecer e o despacho é o Senhor que faz acontecer.
Nós precisamos de livramento na vida do Durval, dos seus filhos, familiares. Nós precisamos de uma cidade diferente, o Senhor tem uma cidade diferente para nós. Tu tens um novo templo para nós, Senhor. E eu creio, Senhor, na tua palavra. O Senhor é verdade, o Senhor é nossa Justiça. O Senhor é aquele que me abre as portas. Meu Deus, a palavra irá envergonhá-los, serão constituídos em nada aqueles que se levantarem contra nós. O Senhor um dia pegou um rei, o rei Nabucodonosor e fez ele pastar, comer capim, para entender que o Senhor prevalece. Meu Deus, nós estamos sendo alvo de petardos. Meu Deus, dá um jeito nessa situação. Tira esses homens do nosso caminho. Amém!
.
fonte: http://www.correiodeuberlandia.com.br/blog/2009/12/IVAN/73/Ata%20Di%C3%A1ria.html

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Oposição burra e inoperante


Publicado em 05/11/2009 pelo(a) wiki repórter josemir(aolongo...), Volta Redonda-RJ

Sem demagogia e sem querer chafurdar em lama o nível do texto, nunca em época alguma nosso País apresentou um grupo de políticos tão inoperantes, tão inócuos, formando uma oposição inexistente, depauperada, contra-producente. O Presidente Lula, e somente ele, "engoliu" todo um grupo bisonho de políticos, que se arvorou a compor uma bancada opositora.
Nunca, num estado democrático, políticos oposicionistas tiveram às mãos tantos meios e oportunidades para defender seus pontos de vista, construir uma plataforma na qual eles pudessem mostrar o que conceituavam como errôneo e irregular num governo.
Lula passou como um trator sobre todos esses politicos, que se estabeleceram nababescamente no Congresso, e mostrou, ao vivo e em cores, que esses ditos políticos são em realidade arremedos de mediocridade cabal e constatada, que ficam totalmente sem rumo, quando fora do "tapete vermelho".
Esses politicos extremamente "orelhudos", simplesmente no mandato atual passaram a fazer de Lula uma Entidade, tão improfícuos foram os seus parcos e porcos argumentos.
Essa oposição desequilibrada, preguiçosa, burra, incoerente, desandou a ter como meta não um País, mas um Presidente! E podem ter certeza que essa oposição cega e descabidamente descontrolada vai, até o final do mandato de Lula, fazer dele a figura mais aclamada da história desse País.
É triste, porém verdadeiro... os "academicistas", os "intelectuais" morrerão de tristeza, mas testemunharão todo esse percurso histórico.

Poesia de Quinta

por: Deila Maia
Pessoal,
Considerando que o clima anda bastante quente na política (um "Deus nos Arruda" como dizem), acabei escolhendo uma poesia crítica e ao mesmo tempo engraçada, que brinca com as palavras. O autor deste Poema da Mente - Affonso Romano de Sant`Anna - era professor de português e literatura em Los Angeles. Qualquer semelhança com o nosso atual Presidente da República é apenas uma "mera coincidência"... kkkkOfereço a Poesia de Quinta de hoje para o pai de uma grande amiga minha, Luis Fernando Ramos da Silva, que assim como eu, gosta muito de política.
Beijos
Deíla

POEMA DA MENTE
Affonso Romano de Sant´Anna
Há um presidente que mente,
Mente de corpo e alma, completa/mente.
E mente de maneira tão pungente
Que a gente acha que ele, mente sincera/mente,
Mais que mente, sobretudo, impune/mente...
Indecente/mente.
E mente tão nacional/mente,
Que acha que mentindo história afora,
Vai nos enganar eterna/mente.

PS: A leitura excessiva destes textos pode ocasionar dependência cultural.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

ANIVERSARIANTES DO MÊS DE DEZEMBRO 2009

ANIVERSÁRIOS EM DEZEMBRO:
BIRTHDAYS IN DECEMBER 2009

08 – Victor Andrei Teixeira Monteiro
09 – Roberto Pereira Vaughan
10 – Cleucy Sousa Bouth
14 – Émerson José Vaughan de Oliveira
15 – Filipe André Damasceno Monteiro
21 – Maria Julieta Wanghon Menezes
24 – Helena Maria Santos Licinio
24 – Natalice Vaughan de Oliveira
27 – Leonardo Breno0 Santos Monteiro


O jovem Victor Andrei, filho de Gerardo e Elizabeth, completará 16 anos no dia 08/12.
The young Victor Andrei, son of Gerardo and Elizabeth, will complete 16 years on 08/12.

UM MUNDO NOVO AO SEU ALCANCE

sábado, 28 de novembro de 2009

Foto de passageiro obeso em avião obriga companhia a se explicar


"Passageiro aparece com metade do corpo fora da poltrona.
Segundo blog, foto foi enviada por comissário de bordo.

Não está claro, segundo o jornal, se o passageiro está consciente de que sua foto foi tirada ou se o voo, um avião de carreira da American Airlines, decolou com o passageiro com metade do corpo para fora do assento.
Segundo o "Telegraph", algumas empresas aéreas já oferecem cintos de segurança maiores para passageiros acima do peso em cumprimento a normas de segurança, mas boa parte dos voos de carreira insistem para que passageiros obesos comprem uma poltrona extra.
A americana Southwest tem uma política que orienta os passageiros que não se encaixam entre os dois braços das poltronas a comprar um segundo bilhete que é reembolsado caso o voo não esteja cheio.
A American Airlines não tem uma regra, mas pede aos passageiros para “identificar, antes do horário do voo, se precisará de dois assentos”.
A imagem, aparentemente feita num Boeing 757, foi postada no blog sobre aviação "Flightglobal", do escritor Kieran Daly.
O autor do blog disse ao diário inglês que a foto foi enviada para ele com “absoluta garantia de que é genuína por um comissário de bordo da American Airlines”.
Em um comunicado, a empresa afirmou que “não poderia ainda confirmar se a imagem foi feita ou não por algum membro da tripulação do voo" e que vai "investigar a situação internamente para determinar se algumas das políticas da empresa não foram corretamente aplicadas”.
“A American Airlines tem entre suas principais preocupações a segurança e o conforto dos seus passageiros e tripulações e, consequentemente, passageiros são orientados a reservar dois assentos se eles sabem que vão precisar. Se o voo não estiver lotado, todavia, as necessidades destes passageiros são atendidas sem custos, sempre que possível”, diz a empresa."

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

PROJETO DE ILUMINAÇÃO DA ASDECON


O presidente da ASDECON, Sr. Ronaldo Bruno, informa que após reunião realizada com membros da diretoria e associados, foi decidido a necessidade de trocar o engenheiro responsável pelo projeto de iluminação da associação, em Benfica. O novo engenheiro responsável chama-se Odmilson e os seus contatos são: (8112-9297 / 9989-9297 / 3263-6456) / e-mail rosealeixo@oi.com.br que já está trabalhando no projeto para instalação dos postes e posteriormente concluir com fiação e lâmpadas.
Bruno informa que agora o serviço está caminhando mas avisa também que o custo final sairá mais caro do que o esperado. O engenheiro cobrou R$1.500,00 pelo projeto (entrada na Celpa) mas a execução é por fora. Ele deu uma lista de materiais necessários para o projeto0 que nós teremos que pesquisar os preços. Ele também deu dois telefones de empresas que fazem um preço mais em conta. Bruno verá junto com o primo Mauro.
Precisaremos de 2 postes de 11 metros e 5 postes de 9 metros (padrão da Celpa). Então, precisamos comprar mais um poste de 11 m e trocar os de 7 metros pelos de 9metros.
De qualquer forma a obra é necessária e precisa ser concluída com urgência. Nosso presidente espera poder continuar contando com a colaboração de todos.
Fizemos uma breve consulta na internet e observamos que a CELPA tem alguns padrões de exigência a serem seguidos e cumpridos.
Segue para análise dos demais as normas em vigor. Sugerimos que seja visto junto ao novo engenheiro responsável se as exigências são aplicáveis na obra. Temos que ter garantia do serviço pago!

CONSULTA A NORMAS TÉCNICAS
NTD-04 Manual técnico de compartilhamento de postes
Estabelece procedimentos técnicos básicos para compartilhamento de infra-estrutura de rede de distribuição de energia elétrica, de propriedade da REDE Celpa, em suas respectivas áreas de concessão.
NTD-10 Iluminação Pública
Fixa critérios básicos para elaboração de projetos e procedimentos para execução, ligação e manutenção de redes de iluminação pública para redes de distribuição urbana.
fonte: http://www.gruporede.com.br/celpa/info_consultanormas.asp

REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA URBANA DE ENERGIA ELÉTRICA
NBR5434
Descrição da Norma
Padroniza estruturas para redes de distribuição aérea urbana de sistemas monofásicos e trifásicos com tensões nominais primárias de 13,8 kV e 34,5 kV e tensões secundárias usuais de distribuição. Aplica-se também a tensão nominal de 23 kV, no que diz respeito aos afastamentos, que devem ser iguais aos de 34,5 kV.
fonte: http://www.manualdepericias.com.br/abnt/NBR5434.asp

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

AS ATIVIDADES FÍSICAS REALIZADAS EM UMA PLATAFORMA DA PETROBRAS

Poesia de Quinta

por: Deila Maia

Pessoal,
A Poesia de Quinta ajuda a refletir sobre uma questão bastante importante nos dias de hoje: o DESAPEGO.
Desapego das coisas materiais, das pessoas (FIM aos ciúmes exagerados, à "posse" do outro), do tempo, das poesias ... Enfim, deixar a vida fluir. Como diz um ditado, não existe maior "prisão" do que a liberdade. A única coisa que podemos guardar desta vida são as boas lembranças, as emoções (antes que o Alzheimer chegue kkk). E só. De resto, nada nos pertence. Podemos partir a qualquer momento.
E é com muita alegria que lembro a vocês que HOJE tem lançamento do nosso livro de poesias (da SOBRAMES), a antologia "Receita Poética", lá na III Feira do Livro de São Luís, que acontece na Praça Maria Aragão, na Casa do Escritor, às 20 horas.
Seria muito mais fácil e cômodo, para mim, aliás, para todos nós, "guardar" as nossas poesias nos baús, nas mentes, nas estantes empoeiradas, nos cofres... Mas apesar disso, vencemos a inércia, as dificuldades em encontrar apoio financeiro para os livros (tirando do dinheiro "guardado" do nosso próprio bolso!!!), a falta de tempo, a correria do dia-a-dia, para lançar nossos poemas ao vento, expor à apreciação (e críticas também) das pessoas e, quem sabe, tocar alguns corações. Lembrando Pablo Neruda, no bucólico filme "O carteiro e o Poeta", a poesia não pertence a quem a escreve, mas sim a quem necessita dela.
Dedico a Poesia de Quinta de hoje a TODOS os meus queridos amigos e companheiros de sonhos da SOBRAMES/MA (Sociedade Brasileira de Médicos Escritores, seccional Maranhão). Nós MERECEMOS os momentos maravilhosos que iremos curtir esta noite tão especial, com o lançamento da nossa "Receita Poética". Parabéns para todos nós. Estou bastante emocionada ao escrever este e-mail. Parece um sonho!!!! Mais uma antologia nossa publicada... Poxa! A emoção que estou sentindo agora não tem preço!!!!
Beijos
Deíla

Guardar
Antônio Cícero
Guardar uma coisa não é escondê-la ou trancá-la.
Em cofre não se guarda coisa alguma.
Em cofre perde-se a coisa à vista.
Guardar uma coisa é olhá-la, fitá-la, mirá-la por
admirá-la, isto é, iluminá-la ou ser por ela iluminado.
Guardar uma coisa é vigiá-la, isto é, fazer vigília por
ela, isto é, velar por ela, isto é, estar acordado por ela,
isto é, estar por ela ou ser por ela.
Por isso, melhor se guarda o vôo de um pássaro
Do que de um pássaro sem vôos.
Por isso se escreve, por isso se diz, por isso se publica,
por isso se declara e declama um poema:
Para guardá-lo:
Para que ele, por sua vez, guarde o que guarda:
Guarde o que quer que guarda um poema:
Por isso o lance do poema:
Por guardar-se o que se quer guardar.

PS: A leitura excessiiva destes textos pode ocasionar dependência cultural.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Poesia de Quinta

por: Deíla Maia

Pessoal,
Quinta-feira passada (vejam como 5ª feira parece ser um dia abençoado!!!!!) eu fui para um Recital de Poesias na ESMAM (Escola Superior de Magistratura do Maranhão). Que bálsamo para a alma!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! EXCELENTE, lindo, tocante, imperdível. Primeiro, teve uma discussão literária sobre a vasta obra de Humberto de Campos. Logo após, começou uma sessão de declamação profissional de poesias, com o ator Adeilton Lima, que mora em Brasília, e deu um SHOW. Eu, inclusive, comprei um CD de declamações dele, de onde tirei a poesia de hoje. Segundo os organizadores, tal evento vai se repetir bimestralmente. Eu aviso a vocês do grupo. Realmente, um programa cultural e tanto!!!!!!
Escolhi a poesia "O Açúcar", de Ferrreira Gullar, nosso querido poeta maranhense radicado no Rio e que será homenageado este ano na nossa III Feira do Livro de São Luís. É uma poesia com forte viés político, com a defesa sempre inspirada dos trabalhadores, que, realmente, constroem o nosso país.
A Poesia de Quinta de hoje eu dedico carinhosamente à minha doce e Super-Secretária, Magda Duarte, que tal qual estes trabalhadores dos canaviais me ajuda ENORMEMENTE a produzir minhas peças jurídicas e demais trabalhos que eu faço.
Beijos
Deíla
O AÇUCAR
Ferreira Gullar
O branco açúcar que adoçará meu café
Nesta manhã de Ipanema
Não foi produzido por mim
Nem surgiu dentro do açucareiro por milagre.
Vejo-o puro
E afável ao paladar
Como beijo de moça, água
Na pele, flor
Que se dissolve na boca. Mas este açúcar
Não foi feito por mim.
Este açúcar veio
Da mercearia da esquina eTampouco o fez o Oliveira,
Dono da mercearia.
Este açúcar veio
De uma usina de açúcar em Pernambuco
Ou no Estado do Rio
E tampouco o fez o dono da usina.
Este açúcar era cana
E veio dos canaviais extensos
Que não nascem por acaso
No regaço do vale.
Em lugares distantes,
Onde não há hospital,
Nem escola, homens que não sabem ler e morrem de fome
Aos 27 anos
Plantaram e colheram a canaQue viraria açúcar.
Em usinas escuras, homens de vida amarga
E duraProduziram este açúcar
Branco e puro
Com que adoço meu café esta manhã
Em Ipanema.

PS: A leitura excessiva destes textos pode ocasionar dependência cultural.

domingo, 15 de novembro de 2009

UMA BURCA PARA GEISEY

por: Deíla Maia

Pessoal,
Sei que hoje nem é quinta feira, mas achei esta poesia tão boa, que resolvi compartilhar com todos do grupo Poesia de Quinta.
É uma questão delicada a desta estudante, que certamente faltou um pouco com o bom senso na hora de se vestir, mas quem são estes outros estudantes bárbaros para ter uma reação daquelas, tão talibanesca? E onde fica a liberdade de expressão, já que a roupa é uma forma de expressão... Faz parte desta época estudantil querer chocar, chamar a atenção, estabelecer sua própria marca, um estilo.
Eu mesma já fui de mini-saia para UFMA e nem por isso deixei de ser uma boa aluna. Fui de mini-saia, fui de saião hippie, de boina estilo francesinha, de chapéu de palha, de trancinha rastafari, de piercing no nariz... Quem me conhece lembra que sempre gostei de me vestir de maneira exótica e isto jamais atrapalhou os meus estudos. É um absurdo este tipo de preconceito em pleno século XXI. Hoje eu já não iria de mini-saia para uma sala de aula, por achar que não é o local mais apropriado para ir com trajes assim, mas eu defenderei eternamente o direito de as pessoas se vestirem da forma que lhes bem aprouver, pois vivemos em um país livre!!!!!!!
Esta garota sofreu uma violência sem tamanho. E pensar que estava em um ambiente pretensamente "universitário"... Realmente, como diz o poeta, mais parecia o Afeganistão. Só faltou jogarem uma burca para ela. A burca veio na forma de jaleco branco.
O Miguezim da Princesa sempre arrasa mesmo. Parabéns para ele.
Beijos
Deíla

UMA BURCA PARA GEISEY
Miguezim de Princesa
Quando Geisy apareceu
Balançando o mucumbu
Na Faculdade Uniban,
Foi o maior sururu:
Teve reza e ladainha;
Não sabia que uma calcinha
Causava tanto rebu.
II
Trajava um mini-vestido,
Arrochado e cor de rosa;
Perfumada de extrato,
Toda ancha e toda prosa,
Pensou que estava abafando
E ia ter rapaz gritando:
"Arrocha a tampa, gostosa!"
III
Mas Geisy se enganou,
O paulista é acanhado:
Quando vê lance de perna,
Fica logo indignado.
Os motivos eu não sei,
Mas pra passeata gay
Vai todo mundo animado!
IV
Ainda na escadaria,
Só se ouvia a estudantada
Dando urros, dando gritos,
Colérica e indignada
Como quem vai para a luta,
Chamando-a de prostituta
E de mulherzinha safada.
V
Geisy ficou acuada,
Num canto, triste a chorar,
Procurou um agasalho
Para cobrir o lugar,
Quando um rapaz inocente
Disse: "oh troço mais indecente,
Acho que vou desmaiar!"
VI
A Faculdade Uniban,
Que está em último lugar
Nas provas que o MEC faz,
Quis logo se destacar:
Decidiu no mesmo instante
Expulsar a estudante
Do seu quadro regular.
VII
Totalmente escorraçada,
Sem ter mais onde estudar,
Geisy precisa de ajuda
Para a vida retomar,
Mas na novela das oito
É um tal de molhar biscoito
E ninguém pra reclamar.
VIII
O fato repercutiu
De Paris até Omã.
Soube que Ahmadinejad
Festejou lá no Irã,
Foi uma festa de arromba
Com direito a carro-bomba
Da milícia Talibã.
IX
E o rico Osama Bin Laden,
Agradecendo a Alá,
Nas montanhas cazaquistãs
Onde foi se homiziar
Com uma cigana turca,
Mandou fazer uma burca
Para a brasileira usar.
X
Fica pra Geisy a lição
Desse poeta matuto:
Proteja seu bom guardado
Da cólera dos impolutos,
Guarde bem o tacacá
E só resolva mostrar
A quem gosta do produto.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

"Ele conhece os gringos"


por: Jeso Carneiro http://www.jesocarneiro.com/page/3
Foto: Podalyro Neto

"Há 20 anos, o santareno Gil Serique (foto), 45 anos, trabalha como guia turístico. A longa quilometragem o coloca como um dos mais experientes neste setor na Amazônia. Ele já trabalhou no Peru, Bahia, Amazonas, entre outros lugares pelo mundo afora.

É autor de um catálogo de aves, escrito em 7 línguas, que faz sucesso entre os turistas que aqui chegam. Serique é, como bem definiu o norte-americano radicado em Santarém Steven Alexander, o “anfitrião da Amazônia”.
No final de semana, um velho personagem da paisagem santarena, que Gil conhece muito bem, voltou a dá as caras por aqui: o turista. O transatlântico Silver Cloud foi quem abriu a temporada, e trouxe a primeira leva deles. E Gil estava lá, pela enésima vez, para recebê-los.
Para o leitor conhecer um pouco mais as manhas e manias dos “gringos” que desembarcam em terras santarenas, o blog resolveu entrevistar o guia, brother e anfitrião da Amazônia.

Qual o perfil do turista que costuma vir a Santarém nessas temporadas?
Gil Serique – A maioria é formada por casais aposentados, professores e profissionais liberais. Grande parte oriunda da América do Norte, com um número reduzido de canadenses e uma turma representativa da Europa Ocidental, especialmente Inglaterra e Alemanha.

O que eles querem ver aqui?
Sem dúvida alguma, biodiversidade, especialmente mamíferos e aves, enfim, a nossa fauna. Uma caminhada numa mata virgem é bastante apreciada. A culinária só pra fotografia, embora peixes, sorvetes e sucos de frutas nativas sejam largamente apreciados no próprio navio. As nossas praias de água doce serão mais valorizadas quando eles permanecerem mais tempo aqui, o que imagino que possa acontecer no futuro.

O turista chega com informações sobre a cidade ou aqui desembarca “zerado” sobre a história, atrações turísticas etc. da cidade?
Pra maioria dos turistas, conhecer a Amazônia é um sonho que eles carregam desde o berço. Todos lêem e assistem a documentários sobre o tema, e os navios que já possuem uma biblioteca relativamente rica sobre a região. Duas palestras diárias são dadas a bordo. Sem falar que muito da história escrita sobre a Amazônia tem a ver com o país deles. Eles chegam bem informados sobre os mais diversos temas e realidade. Os tours [roteiros de visitas] são vendidos nos navios. Os tours privados são reservados pela internet e atualmente representam uma fatia bem fina do bolo.

Ele, o turista, gasta os seus dólares em quê?
Por causa da massificação dos tours – 35 turistas por ônibus ou barco em média – o valor médio por tour é de 30 dólares. O grosso acaba merecidamente no bolso dos agentes. Raramente um turista gastaria mais de 1o0 dólares, incluindo compra de artesanato e gorjeta. Imagino que em Manaus as lojas especializadas em arte em pedras estejam bem na foto. Não devemos esquecer, nem tampouco negligenciar, a tripulação, cujo gasto se limita em grande parte a “cigarrets & alcohol”.

O turista gastaria muito mais se Santarém tivesse a oferecer o quê, por exemplo?
Mais biodiversidade e reservas ambientais, o que criaria mais opção de tours e uma permanência mais longa; mão de obra especializada, capacitando guias a organizarem seus próprios tours (no caso um tour privado, para oito pessoas alcança cerca de 120 dólares por pessoa) e pra tripulação muita festa.

O que achas que poder público podia oferecer a esses turistas, sem que tivesse que fazer grandes investimentos, a fim de potencializar ainda mais esse setor?
Gosto da idéia de preparar a cidade para quem nela vive e assim estaria pronto pra indústria de navios. É também fundamental a proteção dos recursos naturais, especialmente a várzea, onde a possibilidade de observação de vertebrados é enorme, principalmente as aves.

E Alter do Chão? Por que praia deixou de fazer parte do roteiro turístico desses navios?
Acho que é uma prova que os turista estão mais interessados em observação de animais, área que a várzea é imbatível. Uma outra razão foi a lastimável perda do Centro para a Preservação da Ciência, Arte, Cultura Indígena que tinha lá na vila."

domingo, 8 de novembro de 2009

Poesia de Quinta

por: Deíla Maia


Pessoal,
A Poesia de Quinta de hoje faz uma reflexão acerca dos nossos tempos atuais, em que a tecnologia deveria facilitar nossas vidas, no entanto, de um modo geral, andamos cada dia mais ocupados e "sem tempo". Lembro até de uma entrevista da minha candidata à Presidência da República (Marina da Silva), quando ela disse que de vez em quando uma vez ela se pegou reclamando que o microondas está demorando 3 minutos para esquentar a comida e, de repente, ela se lembrou da época em que ela morava no Acre e tinha que ir cortar lenha na mata para poder cozinhar...Ofereço a Poesia de Quinta de hoje aos meus queridos primos de Fortaleza, DENIS e NATAN, que tanto de maneira virtual como real estão sempre presentes na minha vida.
Beijos,
Deíla



Paradoxo do Nosso Tempo
George Carlin

"Nós falamos demais, amamos raramente, odiamos freqüentemente. Nós bebemos demais, gastamos sem critérios. Dirigimos rápido demais, ficamos acordados até muito mais tarde,acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV demais, perdemos tempo demais em relações virtuais, e raramente estamos com Deus.Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores. Aprendemos a sobreviver, mas não a viver; adicionamos anos à nossa vida e não vida aos nossos anos.Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar arua e encontrar um novo vizinho. Conquistamos o espaço, mas não o nosso próprio.Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquíssimas melhores.Limpamos o ar, mas poluímos a alma; dominamos o átomo,mas não nosso preconceito; escrevemos mais, mas aprendemos menos; planejamos mais, mas realizamos menos. Aprendemos a nos apressar e não, a esperar.Construímos mais computadores para armazenar maisinformação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos cada vez menos.Estamos na era do 'fast-food' e da digestão lenta;do homem grande, de caráter pequeno; lucros acentuados e relações vazias.Essa é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados. Essa é a era das viagens rápidas, fraldas e moral descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das pílulas 'mágicas'.Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na dispensa.Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elasnão estarão aqui para sempre.Lembre-se dar um abraço carinhoso em seus pais, num amigo,pois não lhe custa um centavo sequer.Lembre-se de dizer 'eu te amo' à sua companheira(o) e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, se ame. Um beijo e um abraço curam a dor, quando vêm de lá de dentro. Por isso, valorize sua familia, seus amores, seus amigos, a pessoa que lhe ama, e, aquelas que estão sempre ao seu lado."

PS: A leitura excessiva destes textos pode ocasionar dependência cultural.

Bandeira da ASDECON

Bandeira da ASDECON
ASSOCIAÇÃO DOS DESCENDENTES DE CONFEDERADOS AMERICANOS NA AMAZÔNIA

Brasão da família Vaughan

Brasão da família Vaughan

ClickComments

Arquivo do blog

ESCLARECIMENTO / EXPLICATION

Esclarecemos que em função de erros cometidos por ocasião das escriturações nos cartórios de Santarém, durante os registros de nascimentos, diversas famílias de origem confederada (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc...) tiveram seus nomes escriturados de forma errada.
A família VAUGHAN, por exemplo, assumiu algumas formas diferentes de escrituração: Vaughon, Waughan e Wanghon.
Recentemente alguns descendentes da família VAUGHAN e de outras famílias, com o auxílio de advogados e seguindo as árvores genealógicas, efetuaram as correções devidas nos cartórios locais e passaram a escrever corretamente os seus nomes.
Devido a pronúncia do nome VAUGHAN ser diferente da forma que é escrita, alguns descendentes passaram a adotar a denominação de “Von”, mas tão somente para facilitar o entendimento da leitura, sem alterar a forma de registro.

We clarified that in terms of errors committed during the notary records in Santarém, in the records of births, several families of confederates (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc ...) had their names entered in wrong. The family VAUGHAN, for example, took a few different ways to book: Vaughon, Waughan and Wanghon. Recentemente VAUGHAN some descendants of the family and other families with the help of lawyers and following the tree, made the necessary corrections in notary places and began to write their names correctly. Due to the pronunciation of the name VAUGHAN be different from the way it is written, some descendants moved to adopt the name of "Von", but only to facilitate the understanding of reading, without changing the way of record.