Quem sou eu

Pesquisar este blog

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Correnteza dificulta buscas por médico desaparecido

Paulo Jennings

As buscas para encontrar o médico Paulo Jennings continuam na noite deste domingo (09).

Os bombeiros, ao comando do Cel. Tavernah, informaram que a correnteza está muito forte e por isso estão fazendo um rastreamento mais longo, acima da Ponta da Capivara.

Ribeirinhos e pescadores auxiliam nas buscas passando redes e anzóis nas proximidades, em todo o leito do rio Amazonas.

Estão na cidade acompanhando as buscas, a esposa Laudia, as filhas Claudie e Beatriz, além de Felícia e o genro Dieter Winterle que chegaram de Nova York nesta madrugada.

As informações mais recentes são de que mais cinco bombeiros serão enviados ao local na tentativa de intensificar a procura pelo médico.

O acidente

O médico santareno Paulo Jennings se jogou do barco Aruã para dar um mergulho por volta das 15 horas de sábado (8). O barco viajava pelo Rio Amazonas, na costa do município de Óbidos, próximo a ilha da Januária. Nele, o médico e seus convidados saíram de Santarém às 8 horas da manhã de sábado com destino ao município de Oriximiná e planejavam pescar nos Rios Trombetas e Cuminã. Após atravessar uma localidade com farol de sinalização, Jennings demonstrando estar feliz por mais uma vez participar de seu hobby preferido, avisou aos amigos que daria um mergulho, se jogou no Rio Amazonas e sumiu.

Paulo Jennings tem 56 anos, reside há mais de trinta anos em São Paulo e é referência para as pessoas da região que procuram a capital paulista para o tratamento de saúde. Jennings também é muito querido pelos amigos que possui em Santarém e pelos ribeirinhos residentes na região do Pinduri, onde passou a sua infância. 

fonte: Portal No Tapajós

Nenhum comentário:

Bandeira da ASDECON

Bandeira da ASDECON
ASSOCIAÇÃO DOS DESCENDENTES DE CONFEDERADOS AMERICANOS NA AMAZÔNIA

Brasão da família Vaughan

Brasão da família Vaughan

ClickComments

ESCLARECIMENTO / EXPLICATION

Esclarecemos que em função de erros cometidos por ocasião das escriturações nos cartórios de Santarém, durante os registros de nascimentos, diversas famílias de origem confederada (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc...) tiveram seus nomes escriturados de forma errada.
A família VAUGHAN, por exemplo, assumiu algumas formas diferentes de escrituração: Vaughon, Waughan e Wanghon.
Recentemente alguns descendentes da família VAUGHAN e de outras famílias, com o auxílio de advogados e seguindo as árvores genealógicas, efetuaram as correções devidas nos cartórios locais e passaram a escrever corretamente os seus nomes.
Devido a pronúncia do nome VAUGHAN ser diferente da forma que é escrita, alguns descendentes passaram a adotar a denominação de “Von”, mas tão somente para facilitar o entendimento da leitura, sem alterar a forma de registro.

We clarified that in terms of errors committed during the notary records in Santarém, in the records of births, several families of confederates (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc ...) had their names entered in wrong. The family VAUGHAN, for example, took a few different ways to book: Vaughon, Waughan and Wanghon. Recentemente VAUGHAN some descendants of the family and other families with the help of lawyers and following the tree, made the necessary corrections in notary places and began to write their names correctly. Due to the pronunciation of the name VAUGHAN be different from the way it is written, some descendants moved to adopt the name of "Von", but only to facilitate the understanding of reading, without changing the way of record.