Quem sou eu

Pesquisar este blog

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Gente fina é outra coisa!

Não é para qualquer um, mas certamente quem tiver essa oportunidade não deve perder e aproveitar o máximo que puder. E como deve!

Como diz a música "Só sabe o que é bom quem vai em Santarém"...terra um pouco distante, é certo, mas cheia de surpresas e atrativos diferentes do nosso dia-a-dia. Ah! é muito caliente também!

Irene Wanghon, feliz da vida ao lado de sua família.
(Foto: Odlaniger Lourenço.)

Quem esteve visitando a "Pérola do Tapajós" no último final de semana (de 28/10 a 01/11), para passar quatro saudosos dias, foi o Odlaniger Lourenço, acompanhado de sua esposa Lucélia e seus dois filhos, pelos pais Reginalo e Iara, além de um casal de amigos. Segundo relatos de Lourenço, foram quatro dias inesquecíveis e maravilhosos, com direito a muitos passeios às praias e degustação de deliciosos peixes regionais. Aproveitaram ao máximo, esquecendo nesses quatro dias os problemas do dia-a-dia da cidade grande.

Quem ficou muito feliz com essa visita foi a dona Irene Wanghon, avó de Lourenço e mãe de Reginaldo. Ela que só quer um pezinho para dar uma voltinhas, recebeu muito bem a turma toda e serviu com muito prazer de guia e cicerone. As crianças curtiram muito o lugar pois tudo para elas era novidade.

Lourenço afirma que ficou muito feliz em ver a dona Irene alegre, satisfeita e com muita disposição e saúde, sempre dando muitas dicas e sugestões, além de brindar os turistas com um delicioso almoço à base de peixes na segunda feira (31).

Além de Santarém, os turistas visitaram Alter-do-Chão e prais adjacentes, além de outros lugares pitorescos. Só não foi possível conhecer mais devido o curto tempo da estadia.

Aos viajantes os nossos mais sinceros parabéns pela feliz escolha e pelos bons momentos que certamente viveram na excelente companhia da Dona Irene.

Só espero que tenham lembrado um pouquinho da gente no momento em que degustaram os saborosos peixes do Tapajós! 

Um comentário:

odlaniger disse...

Gerardo,
Não só lembramos, como o papai tomou alguns copos de cerveja em sua homenagem :-)
Recomendo fortemente pelo menos uma viagem por ano à Santarém. Aquela terra é uma das coisas boas da vida.
Obrigado pela matéria.
Abraços,
Lourenço

Bandeira da ASDECON

Bandeira da ASDECON
ASSOCIAÇÃO DOS DESCENDENTES DE CONFEDERADOS AMERICANOS NA AMAZÔNIA

Brasão da família Vaughan

Brasão da família Vaughan

ClickComments

ESCLARECIMENTO / EXPLICATION

Esclarecemos que em função de erros cometidos por ocasião das escriturações nos cartórios de Santarém, durante os registros de nascimentos, diversas famílias de origem confederada (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc...) tiveram seus nomes escriturados de forma errada.
A família VAUGHAN, por exemplo, assumiu algumas formas diferentes de escrituração: Vaughon, Waughan e Wanghon.
Recentemente alguns descendentes da família VAUGHAN e de outras famílias, com o auxílio de advogados e seguindo as árvores genealógicas, efetuaram as correções devidas nos cartórios locais e passaram a escrever corretamente os seus nomes.
Devido a pronúncia do nome VAUGHAN ser diferente da forma que é escrita, alguns descendentes passaram a adotar a denominação de “Von”, mas tão somente para facilitar o entendimento da leitura, sem alterar a forma de registro.

We clarified that in terms of errors committed during the notary records in Santarém, in the records of births, several families of confederates (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc ...) had their names entered in wrong. The family VAUGHAN, for example, took a few different ways to book: Vaughon, Waughan and Wanghon. Recentemente VAUGHAN some descendants of the family and other families with the help of lawyers and following the tree, made the necessary corrections in notary places and began to write their names correctly. Due to the pronunciation of the name VAUGHAN be different from the way it is written, some descendants moved to adopt the name of "Von", but only to facilitate the understanding of reading, without changing the way of record.