Quem sou eu

Pesquisar este blog

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Poesia de Quinta

Pessoal, 
Apesar de o dia das mães ter sido domingo passado, recebi esta linda poesia esta semana e gostaria de compartilhá-la com vcs. 
Não gosto muito destas datas comerciais, em especial pelo apelo consumista que elas têm. Do tipo: "mostre o quanto você gosta da sua mãe, compre um presente bem caro". 
Esta poesia de um amigo meu, médico aqui de São Luís, insurge-se justamente contra isso. Ele é o atual Presidente da Sociedade Maranhense de Médicos Escritores, seccional Maranhão, da qual também faço parte, e que irá realizar um belíssimo congresso nacional aqui na Ilha, agora em setembro. Parabéns, meu querido amigo Pádua!!!
Espero que vcs gostem tanto quanto eu desta poesia, que ofereço carinhosamente também para as minhas mães.
Beijos


Deíla


MÃE
Antônio de Pádua Sousa

Mãe,
Nenhum poema, nenhum diadema
Te dou,
 Mas o meu amor.

Nenhum Armani, nenhum Cartier,
Mas o meu coração
Tu sempre hás de ter.

Nenhuma gema, nenhuma mansão,
Mas terás sempre
Minha gratidão

Nenhuma tiara, nenhum pulseira,
Mas o meu respeito
A vida inteira.

Te prometo, Mãe,

Que saudade de mim não sentirás,
Nem tristeza nem dor,
Pois aonde eu viver tu também viverás.

E nem a distância vai nos separar
Pois mesmo ausente,
Na minha lembrança tu sempre hás de estar.

Por isso, entre nós não haverá partida
Ainda que tenhamos um dia de partir,
Pois tu és parte desta minha vida
E eu sou vida porque devo a ti.

       PS: A leitura excessiva destes textos pode ocasionar dependência cultural. 

Nenhum comentário:

Bandeira da ASDECON

Bandeira da ASDECON
ASSOCIAÇÃO DOS DESCENDENTES DE CONFEDERADOS AMERICANOS NA AMAZÔNIA

Brasão da família Vaughan

Brasão da família Vaughan

ClickComments

ESCLARECIMENTO / EXPLICATION

Esclarecemos que em função de erros cometidos por ocasião das escriturações nos cartórios de Santarém, durante os registros de nascimentos, diversas famílias de origem confederada (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc...) tiveram seus nomes escriturados de forma errada.
A família VAUGHAN, por exemplo, assumiu algumas formas diferentes de escrituração: Vaughon, Waughan e Wanghon.
Recentemente alguns descendentes da família VAUGHAN e de outras famílias, com o auxílio de advogados e seguindo as árvores genealógicas, efetuaram as correções devidas nos cartórios locais e passaram a escrever corretamente os seus nomes.
Devido a pronúncia do nome VAUGHAN ser diferente da forma que é escrita, alguns descendentes passaram a adotar a denominação de “Von”, mas tão somente para facilitar o entendimento da leitura, sem alterar a forma de registro.

We clarified that in terms of errors committed during the notary records in Santarém, in the records of births, several families of confederates (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc ...) had their names entered in wrong. The family VAUGHAN, for example, took a few different ways to book: Vaughon, Waughan and Wanghon. Recentemente VAUGHAN some descendants of the family and other families with the help of lawyers and following the tree, made the necessary corrections in notary places and began to write their names correctly. Due to the pronunciation of the name VAUGHAN be different from the way it is written, some descendants moved to adopt the name of "Von", but only to facilitate the understanding of reading, without changing the way of record.