Quem sou eu

Pesquisar este blog

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Poesia de Quinta

Pessoal,
Esta poesia está "bombando" na internet. Muitos aqui de São Luís já devem ter recebido.
Achei muito bem feita, criativa e até bem humorada, apesar de abordar um tema triste.
Aos de fora de São Luís, infelizmente, nossa linda cidade está um caos: aeroporto improvisado porque o teto desabou, buracos que mais parecem crateras ou pista de rally, sujeira para todo lado, saúde caótica, ônibus em greve, professores ficaram de greve por meses (voltaram só agora), e, para piorar, o IPTU teve aumentos de até 2.000 até 8000% !!!!!!!!!!!!!!! Como dizem por aí, é um "CAOSTELO" (trocadilho com o nome do prefeito, que é Castelo).
Para desanuviar tantos problemas, só mesmo com poesia.
Beijos
Deíla

MINHA TERRRA TEM BURACOS, uma homenagem a SAO LUIS(Versão da poesia MINHA TERRA TEM BURACOS, criado por Rosalice Guterres)

Minha terra tem buracos
Onde meu pneu pode estourar
As valas que vivem cheias

Parecem que ficam a me mirar

Nosso asfalto tem mais crateras
Nosso céu não tem mais cores
Nosso estado é de miséria
A miséria dos horrores

Ao resmungar sozinha de dia
Mais um buraco encontro eu lá

E sentada no chão quente
Fico à espera do borracheiro chegar

Minha terra tem amores
Só não sei onde foi parar
A resmungar sozinha, de dia
Lá vai mais em um buraco eu entrar
Minha terra tem descaso

Porque “CASTELO” foi mandar

Não permita Deus que eu morra
Sem ver minha terra melhorar
Sem que eu desfrute das belezas
Desta ilha do Mará
Pra que eu possa admirar as palmeiras
Sem ter uma vala a me esperar.

PS: A leitura excessiva destes textos pode ocasionar dependência cultural.

Nenhum comentário:

Bandeira da ASDECON

Bandeira da ASDECON
ASSOCIAÇÃO DOS DESCENDENTES DE CONFEDERADOS AMERICANOS NA AMAZÔNIA

Brasão da família Vaughan

Brasão da família Vaughan

ClickComments

ESCLARECIMENTO / EXPLICATION

Esclarecemos que em função de erros cometidos por ocasião das escriturações nos cartórios de Santarém, durante os registros de nascimentos, diversas famílias de origem confederada (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc...) tiveram seus nomes escriturados de forma errada.
A família VAUGHAN, por exemplo, assumiu algumas formas diferentes de escrituração: Vaughon, Waughan e Wanghon.
Recentemente alguns descendentes da família VAUGHAN e de outras famílias, com o auxílio de advogados e seguindo as árvores genealógicas, efetuaram as correções devidas nos cartórios locais e passaram a escrever corretamente os seus nomes.
Devido a pronúncia do nome VAUGHAN ser diferente da forma que é escrita, alguns descendentes passaram a adotar a denominação de “Von”, mas tão somente para facilitar o entendimento da leitura, sem alterar a forma de registro.

We clarified that in terms of errors committed during the notary records in Santarém, in the records of births, several families of confederates (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc ...) had their names entered in wrong. The family VAUGHAN, for example, took a few different ways to book: Vaughon, Waughan and Wanghon. Recentemente VAUGHAN some descendants of the family and other families with the help of lawyers and following the tree, made the necessary corrections in notary places and began to write their names correctly. Due to the pronunciation of the name VAUGHAN be different from the way it is written, some descendants moved to adopt the name of "Von", but only to facilitate the understanding of reading, without changing the way of record.