Quem sou eu

Pesquisar este blog

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Poesia de Quinta

por: Deíla Maia

Olá

O tempo é tão relativo... Parece que quanto mais tempo "livre" surge, mais ocupada eu fico. Quase o Poesia de Quinta não saiu hoje, mas dei um jeito de arranjar um "tempinho" (como na poesia T e t).
Escolhi uma poesia minha mesma, que eu fiz quando era adolescente (há muuuuiiiiitttoooo tempo então) e que um dia destes serviu para mim como uma luva. Foi publicada no livro "Arte de ser", a primeira antologia da SOBRAMES/MA (Sociedade Brasileira de Médicos Escritores, seccional Maranhão), nos idos de 2003 (!!!!!), da qual faço parte, e que agora estamos nos mobilizando para lançar a nossa 2ª coletânea, na próxima Feira do Livro de São Luís, em outubro deste ano. Tomara que dê certo!!!!
Dedico o Poesia de Quinta de hoje ao meu querido colega de versos, Michel Herberth, atual presidente da SOBRAMES/MA, que vem conduzindo com muito entusiasmo e empenho este grupo de sonhadores. Parabéns!!!!!
Beijos
Deíla

SALTO DE UM ABISMO
Deíla Barbosa Maia

Viver é se emocionar...
É sentir tudo que acontece ao redor
Então não deixe a vida passar
Com você apenas como um mero espectador.
Viva, aja, sinta, sorria, sofra
Sim, sofra, não tenha medo de sofrer.
Pois o sofrimento é como um salto de um abismo
Todos têm medo,
Pois mesmo inconscientemente,
Pensamos que não acabará nunca.
Mas sempre acaba.
E quem consegue sobreviver à queda
Valorizará muito mais
Cada precioso segundo da vida.

PS: A leitura excessiva destes textos pode ocasionar dependência cultural.

Nenhum comentário:

Bandeira da ASDECON

Bandeira da ASDECON
ASSOCIAÇÃO DOS DESCENDENTES DE CONFEDERADOS AMERICANOS NA AMAZÔNIA

Brasão da família Vaughan

Brasão da família Vaughan

ClickComments

Arquivo do blog

ESCLARECIMENTO / EXPLICATION

Esclarecemos que em função de erros cometidos por ocasião das escriturações nos cartórios de Santarém, durante os registros de nascimentos, diversas famílias de origem confederada (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc...) tiveram seus nomes escriturados de forma errada.
A família VAUGHAN, por exemplo, assumiu algumas formas diferentes de escrituração: Vaughon, Waughan e Wanghon.
Recentemente alguns descendentes da família VAUGHAN e de outras famílias, com o auxílio de advogados e seguindo as árvores genealógicas, efetuaram as correções devidas nos cartórios locais e passaram a escrever corretamente os seus nomes.
Devido a pronúncia do nome VAUGHAN ser diferente da forma que é escrita, alguns descendentes passaram a adotar a denominação de “Von”, mas tão somente para facilitar o entendimento da leitura, sem alterar a forma de registro.

We clarified that in terms of errors committed during the notary records in Santarém, in the records of births, several families of confederates (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc ...) had their names entered in wrong. The family VAUGHAN, for example, took a few different ways to book: Vaughon, Waughan and Wanghon. Recentemente VAUGHAN some descendants of the family and other families with the help of lawyers and following the tree, made the necessary corrections in notary places and began to write their names correctly. Due to the pronunciation of the name VAUGHAN be different from the way it is written, some descendants moved to adopt the name of "Von", but only to facilitate the understanding of reading, without changing the way of record.