Quem sou eu

Pesquisar este blog

sexta-feira, 30 de abril de 2010

PARÁ É CAMPEÃO BRASILEIRO DE JUDÔ REGIÃO II

Com 21 medalhas de ouro, o Pará conquistou o Campeonato Brasileiro da Região II, realizado no último final de semana na cidade de São Luis (MA). A competição reuniu 458 judocas do Pará, Maranhão, Amapá, Ceará e Piauí. A delegação paraense levou 100 atletas, provenientes de vários centros de treinamento: 04 (Agostinho Maciel), 09 (APJ- Paragominas), 01 (Baeta Dojô), 02 (Campos Judô), 04 (Clifisio – Marabá), 08 (Escola Dom Quixote), 18 (Esmac), 18 (IFPA), 06 (Escola Mascote), 01 (Maynard), 03 (Pará Clube), 01 (Pólo Seduc), 08 (Sejel), 01 (Sensei Coelho) e 18 (Veleiro).
No ouro, o destaque ficou com as atletas Kássia Natividade (Associação Veleiro) e Bruna Vilhena (APJ-Paragominas), que trouxeram para casa, cada uma, duas medalhas. No masculino, a melhor performance foi a dos atletas Luis Augusto Nogueira Filho e Lucas Lisboa Pinho, ambos da Esmac, que conquistaram ouro e prata, ouro e bronze, respectivamente, e Silvio Shaymon (Associação Veleiro), que também arrematou duas medalhas, uma de ouro e outra de bronze.
O Pará foi campeão geral, com 21 medalhas de ouro, seguido pelo Maranhão com 19 e Piauí, com 16. “O Pará também foi campeão em organização, união, comportamento e dedicação. Este título não seria possível sem o apoio e desempenho de todos - Federação, técnicos, atletas, pais e aqueles que vêm contribuindo para o crescimento do judô paraense”, declarou o presidente da FPAJU, Sr. Luis Eduardo.
O Pará saiu do quarto lugar, em 2008, para o posto de vice-campeão em 2009 e conquistando o título máximo em 2010, inédito desde que foi implantado este modelo de competição por região.

Quadro de medalhas:
1º Lugar: Pará
69 medalhas – 21 ouro / 15 prata / 33 bronze

2° Lugar: Maranhão
61 medalhas – 19 ouro / 20 prata / 22 bronze

3° Lugar: Piauí
62 medalhas – 16 ouro / 18 prata / 28 bronze

4° Lugar: Ceará
58 medalhas – 15 ouro / 18 prata / 25 bronze

5º Lugar: Amapá
36 medalhas – 09 ouro / 12 prata / 25 bronze

Victória Letícia ganhou medalha de ouro na categoria sub-13.








A conquista foi de todos!

Nenhum comentário:

Bandeira da ASDECON

Bandeira da ASDECON
ASSOCIAÇÃO DOS DESCENDENTES DE CONFEDERADOS AMERICANOS NA AMAZÔNIA

Brasão da família Vaughan

Brasão da família Vaughan

ClickComments

Arquivo do blog

ESCLARECIMENTO / EXPLICATION

Esclarecemos que em função de erros cometidos por ocasião das escriturações nos cartórios de Santarém, durante os registros de nascimentos, diversas famílias de origem confederada (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc...) tiveram seus nomes escriturados de forma errada.
A família VAUGHAN, por exemplo, assumiu algumas formas diferentes de escrituração: Vaughon, Waughan e Wanghon.
Recentemente alguns descendentes da família VAUGHAN e de outras famílias, com o auxílio de advogados e seguindo as árvores genealógicas, efetuaram as correções devidas nos cartórios locais e passaram a escrever corretamente os seus nomes.
Devido a pronúncia do nome VAUGHAN ser diferente da forma que é escrita, alguns descendentes passaram a adotar a denominação de “Von”, mas tão somente para facilitar o entendimento da leitura, sem alterar a forma de registro.

We clarified that in terms of errors committed during the notary records in Santarém, in the records of births, several families of confederates (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc ...) had their names entered in wrong. The family VAUGHAN, for example, took a few different ways to book: Vaughon, Waughan and Wanghon. Recentemente VAUGHAN some descendants of the family and other families with the help of lawyers and following the tree, made the necessary corrections in notary places and began to write their names correctly. Due to the pronunciation of the name VAUGHAN be different from the way it is written, some descendants moved to adopt the name of "Von", but only to facilitate the understanding of reading, without changing the way of record.