Quem sou eu

Pesquisar este blog

quinta-feira, 3 de junho de 2010

ONEIDE MAIA MEDEIROS COMEMORA SEU NIVER EM SANTARÉM

É com muito orgulho e satisfação que publicamos um pouco da história de Oneide Maia Medeiros, que completa 70 aninhos nessa sexta-feira, dia 04 de junho, junto de seus filhos, netos e demais familiares na bonita e agradável cidade de Santarém (PA).

Oneide e Lúcio no dia do casamento ao lado do Sr. Boaventura, da Sra. Orminda e dos irmãos Bernardo, Ormê e Ody.

Agradecemos a colaboração da sempre prestativa Dulcinéa Maia, esposa do estimado primo Bernardo Wanghon Maia, ambos moradores de São Luis (MA), que ajudaram na elaboração dessa matéria e certamente estarão presentes na festa do aniversário de Oneide.


Sr. Boaventura Corrêa Maia, pai


Orminda Wanghon Maia, mãe

Nascida aos 4 dias de junho de 1940, em Santarém (PA), Oneide é a segunda filha de Bo aventura Corrêa Maia e Orminda Wanghon Maia, tendo os irmãos: Bernardo, o mais velho, casado com Dulcinéa, residentes em São Luís.

Oneide (3ª da esq. para dir), em São Luís, com Odi e Ormê, no Niver de 70 anos do Bernardo

Oneide e Dulce com seus filhos em Belém, julho de 1980


Posteriormente, transferiram-se para Santarém, onde fez concurso, foi aprovada e passou a trabalhar no Banco do Estado do Pará. Dessa união nasceram 3 filhos: Roberto Lúcio, formado em Engenharia, mora atualmente em Monte Alegre, sendo pai de Vítor Lúcio e Lucas; Paulo Boaventura, formado em Direito, também residente em Monte Alegre, é pai de Marcos Paulo, neto mais próximo da avó, pois mora em Santarém; e Márcio Augusto, o filho mais novo, formado em Direito, casado com Regina, com quem tem os filhos Enzo e Eduardo, reside em Belém.


Roberto Lúcio e Paulo Boaventura (filhos) ainda crianças

Oneide foi sempre muito estudiosa; formou-se como Professora Normalista e passou a lecionar, em Santarém, até a data de seu casamento, com o empresário Lúcio Medeiros, em julho de1965. Foram residir em Prainha, onde ela continuou a exercer o magistério. Nessa cidade só havia até a 4ª série e Oneide foi a responsável pela implantação da 5ª série na cidade.


Oneide em São Luís com o neto Enzo e a nora Regina,esperando Eduardo

Oneide é uma pessoa de índole extraordinária: vive sempre de bem com a vida. Alegre, comunicativa, revelou-se boa filha, boa irmã, boa cunhada. Esposa companheira, amiga e dedicada. Mãe extremada e avó carinhosa. Religiosa, cultiva um excelente círculo de amizades.

Roberto Lúcio com os filhos Vítor Lúcio e Lucas

Viajou com Lúcio por diversos lugares e, depois que ficou viúva, continuou seu roteiro de viagens, pelo Brasil e pelo mundo: Europa, Índia e Estados Unidos já fizeram parte de seu roteiro. Dentre as várias funções que desempenhou, podemos destacar sua atuação como “Primeira Dama da cidade de Prainha (PA)”, no início dos anos 70, quando Lúcio desempenhou com eficiência o cargo de Prefeito.


Oneide em São Luís, no aniv. de 70 anos do Bernardo

Em resumo, a vida de Oneide tem sido muito frutífera e gratificante para ela e todos que vivem e fazem parte de seu circulo de amizade.

Desejamos muita felicidade, saúde e sucesso para a prima Oneide em seu aniversário de 70 anos e nos diversos que virão pela frente.

Parabéns!

Nenhum comentário:

Bandeira da ASDECON

Bandeira da ASDECON
ASSOCIAÇÃO DOS DESCENDENTES DE CONFEDERADOS AMERICANOS NA AMAZÔNIA

Brasão da família Vaughan

Brasão da família Vaughan

ClickComments

ESCLARECIMENTO / EXPLICATION

Esclarecemos que em função de erros cometidos por ocasião das escriturações nos cartórios de Santarém, durante os registros de nascimentos, diversas famílias de origem confederada (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc...) tiveram seus nomes escriturados de forma errada.
A família VAUGHAN, por exemplo, assumiu algumas formas diferentes de escrituração: Vaughon, Waughan e Wanghon.
Recentemente alguns descendentes da família VAUGHAN e de outras famílias, com o auxílio de advogados e seguindo as árvores genealógicas, efetuaram as correções devidas nos cartórios locais e passaram a escrever corretamente os seus nomes.
Devido a pronúncia do nome VAUGHAN ser diferente da forma que é escrita, alguns descendentes passaram a adotar a denominação de “Von”, mas tão somente para facilitar o entendimento da leitura, sem alterar a forma de registro.

We clarified that in terms of errors committed during the notary records in Santarém, in the records of births, several families of confederates (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc ...) had their names entered in wrong. The family VAUGHAN, for example, took a few different ways to book: Vaughon, Waughan and Wanghon. Recentemente VAUGHAN some descendants of the family and other families with the help of lawyers and following the tree, made the necessary corrections in notary places and began to write their names correctly. Due to the pronunciation of the name VAUGHAN be different from the way it is written, some descendants moved to adopt the name of "Von", but only to facilitate the understanding of reading, without changing the way of record.