Quem sou eu

Pesquisar este blog

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

DEPOIMENTO DE UM BRASILEIRO

Reproduzo a seguir o emocionado depoimento feito pelo amigo Marcos Moraes, desportista e jornalista de Belém do Pará, natural do Ceará, nordestino da gema e acima de tudo, brasileiro.
"Calem a boca nordestinos"
"Tomado de muita emoção terminei de ler o texto "Calem a boca nordestinos", do conterrâneo José Barbosa Júnior. A emoçãqo se deu por conta da beleza de conhecimento do camarada Barbosa, que, ao contrário da pobre Mayara, que discriminou os irmãos das bandas de cá, mostrou-se sensível, inteligente e competente para deixar claro que o Brasil, muitas vezes, não conhece o Brasil. Não sabe a contribuição que o povo do Norte e do Nordeste deu e dá a este País em todos os setores, das artes ao comércio, da literatura à política. Sim, na política também, embora nem tudo sejam flores, este torrão amado por este modesto escriba deu ao Brasil e ao mundo a figura humilde, inteligente, competente e assaz querida de Luis Inácio Lula da Silva, o presidente mais amado e mais popular que o Brasil já teve. Finalizo dizendo que sou do Nordeste, com orgulho simples, de ser uma pessoa que ajuda a fazer este país transformar-se em Pátria dos Brasileiros, sem distinção de cor, raça ou credo. E o melhor, sem distinção de região. Sou (e somos) brasileiros, nortistas e nordestinos com a felicidade de não discriminar os chamados sulistas. Porque se eles são o que são certamente conseguiram com o apoio do nosso povo, dos nossos antepassados como meu velho pai que quando jovem, na década de 50, foi para Santos, depois voltou para seu Ceará querido. Mas nunca esqueceu que viveu bons momentos na Terra da garoa. É assim que nós somos. Sempre gratos, sempre humanos. Os do Sul e Sudeste têm qua aprender muito ainda conosco, porque parece que o fantasma da ingratidão, da hipocrisia e da maldade infelizmente ainda perturba boa parte desses nossos irmãos de lá."

Nenhum comentário:

Bandeira da ASDECON

Bandeira da ASDECON
ASSOCIAÇÃO DOS DESCENDENTES DE CONFEDERADOS AMERICANOS NA AMAZÔNIA

Brasão da família Vaughan

Brasão da família Vaughan

ClickComments

ESCLARECIMENTO / EXPLICATION

Esclarecemos que em função de erros cometidos por ocasião das escriturações nos cartórios de Santarém, durante os registros de nascimentos, diversas famílias de origem confederada (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc...) tiveram seus nomes escriturados de forma errada.
A família VAUGHAN, por exemplo, assumiu algumas formas diferentes de escrituração: Vaughon, Waughan e Wanghon.
Recentemente alguns descendentes da família VAUGHAN e de outras famílias, com o auxílio de advogados e seguindo as árvores genealógicas, efetuaram as correções devidas nos cartórios locais e passaram a escrever corretamente os seus nomes.
Devido a pronúncia do nome VAUGHAN ser diferente da forma que é escrita, alguns descendentes passaram a adotar a denominação de “Von”, mas tão somente para facilitar o entendimento da leitura, sem alterar a forma de registro.

We clarified that in terms of errors committed during the notary records in Santarém, in the records of births, several families of confederates (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc ...) had their names entered in wrong. The family VAUGHAN, for example, took a few different ways to book: Vaughon, Waughan and Wanghon. Recentemente VAUGHAN some descendants of the family and other families with the help of lawyers and following the tree, made the necessary corrections in notary places and began to write their names correctly. Due to the pronunciation of the name VAUGHAN be different from the way it is written, some descendants moved to adopt the name of "Von", but only to facilitate the understanding of reading, without changing the way of record.