Quem sou eu

Pesquisar este blog

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Gil Serique - Referências


"Estou com uma fila de livros aguardando a vez de serem lidos e apreciados. O primeiro é "East to the Amazon" (A Leste da Amazônia), de John Blashford-Snell e Richard Snailham. O Segundo, "Drowning World – a novel of the commonwealth" (Mundo Alagado – uma novela do bem-estar-comum), do autor de bestsellers Alan Dean Forster. O ultimo, "The Thief at the End of the World – Rubber, Power and the Seeds of Empire" (O ladrão no Fim do Mundo – Borracha, Poder e as Sementes do Império), de Joe Jakson, autor do incrível trabalho de pesquisa de "World in Fire" (Mundo em Fogo) que li e comentei recentemente.
O que estas três obras têm em comum? Todas fazem referencias ao nome de conterrâneo muito especial, Gil Serique.
"East to the Amazon", para meu gosto literário e preferências por informações científicas, dentre as três obras a menos interessante, relata como, em maio de 2001, John Blashford-Snell e sua equipe partiram através da densa floresta tropical da Bolívia em busca do Grande Paititi, a mística terra que os conquistadores espanhóis denominaram El Dorado, e dos segredos de suas rotas de comércio para o Velo Mundo. Os aventureiros percorreram rios perigosos em jornadas incríveis em pleno coração da Amazônia, onde encontraram e obtiveram ajuda de Flávio e Gil Serique.

"Drowning World" é uma obra de ficção científica - sobre Fluva, imaginário planeta onde chove o ano todo, exceto um mês - dedicada por Alan Dean Forster a Gil Serique por causa de... "Mamirauá, a floresta inundada, onde vimos a preguiça de três dedos, o boto rosa e o elusivo macaco uacari branco. A força do Iguaçu. A cerimônia do candomblé nas favelas de Salvador. Os grandes jacintos azuis do Piauí. Os pássaros de Itatiaia. A observação de capivaras e jacarés. A estupenda festa gastronômica no pequeno restaurante de Tefé. O licor caseiro de maracujá no Dia das Mães na Bahia. O mercado de Manaus e os sorvetes que tomamos lá e em Barreiras. E, o mais memorável, nadar com lontras gigantes no Pantanal.
De todos, "The Thief at the End of the World" me parece a obra mais importante, quer pelo primoroso trabalho de pesquisa – para a qual contribuíram, entre outros, meus amigos Cristovam Sena e Elcio Amaral - quanto por se tratar de assunto pertinente a Santarém. Joe Jackson narra a estória de Henry Wickham, que se aventurou pelas escuras florestas da Venezuela e do Brasil, das quais emergiu com setenta mil sementes de seringueira, obtidas ilegalmente, o primeiro caso de bio-pirataria em massa da era moderna. O autor enviou a Gil Serique um exemplar com a seguinte dedicatória: "Gil, I couldn't have writted this without you, pal. It's as much your book as it is mine. Best, your friend, Joe Jackson (Gil, eu não poderia ter escrito isto sem ti, meu chapa. Este livro é tão teu quanto meu. Tudo de bom, teu amigo, Joe Jackson." .... Gil Serique - Referências /Sebastião Imbiriba

Nenhum comentário:

Bandeira da ASDECON

Bandeira da ASDECON
ASSOCIAÇÃO DOS DESCENDENTES DE CONFEDERADOS AMERICANOS NA AMAZÔNIA

Brasão da família Vaughan

Brasão da família Vaughan

ClickComments

Arquivo do blog

ESCLARECIMENTO / EXPLICATION

Esclarecemos que em função de erros cometidos por ocasião das escriturações nos cartórios de Santarém, durante os registros de nascimentos, diversas famílias de origem confederada (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc...) tiveram seus nomes escriturados de forma errada.
A família VAUGHAN, por exemplo, assumiu algumas formas diferentes de escrituração: Vaughon, Waughan e Wanghon.
Recentemente alguns descendentes da família VAUGHAN e de outras famílias, com o auxílio de advogados e seguindo as árvores genealógicas, efetuaram as correções devidas nos cartórios locais e passaram a escrever corretamente os seus nomes.
Devido a pronúncia do nome VAUGHAN ser diferente da forma que é escrita, alguns descendentes passaram a adotar a denominação de “Von”, mas tão somente para facilitar o entendimento da leitura, sem alterar a forma de registro.

We clarified that in terms of errors committed during the notary records in Santarém, in the records of births, several families of confederates (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc ...) had their names entered in wrong. The family VAUGHAN, for example, took a few different ways to book: Vaughon, Waughan and Wanghon. Recentemente VAUGHAN some descendants of the family and other families with the help of lawyers and following the tree, made the necessary corrections in notary places and began to write their names correctly. Due to the pronunciation of the name VAUGHAN be different from the way it is written, some descendants moved to adopt the name of "Von", but only to facilitate the understanding of reading, without changing the way of record.