Quem sou eu

Pesquisar este blog

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Poesia de Quinta

por: Deíla Maia

Pessoal
A Poesia de Quinta de hoje vai com uma reflexão bem humorada sobre ecologia, a sobrevivência do nosso planeta. Esta poesia foi feita por Nayhara Costa, de Vila Velha no Espírito Santo e pode ser adquirida também na forma de camiseta, no site http://www.redbug.com.br/, onde também constam várias outras camisetas divertidas.
A poesia de hoje vai especialmente dedicada ao meu querido afilhado Ian, que representa esta futura geração que irá ter que gerenciar a atual situação do meio ambiente e inovar em busca de soluções criativas para que consigamos viver em um planeta melhor.
Beijos
Deíla
PLANETA TERRA
Nayhara Costa

Perdido no espaço, como um pêndulo brilhoso
La vai nosso planetinha, tão vivo, tão cheio...
Abarrotado de gente e bicho e planta por todos os lados...
Não deveria estar indo para um caminho tão ruim.
Esta mesma gente que bebe a água, que usa a terra, que respira o ar
Tem negligenciado a vida por ganância e dinheiro,
Algo tão passageiro...
Teremos que ficar sem água pra descobrir a importância de preservar?
Esperaremos que tudo se acabe, sem planta, sem bicho, sem ar?
Repensaremos nossas atitudes agora ou só quando tudo acabar?
Resta ainda alguma esperança que não nos obrigue a
Abandonar....?

PS: A leitura excessiva destes textos pode ocasionar dependência cultural.

2 comentários:

Chá das Cinco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Chá das Cinco disse...

Que delicia de blog amigo!
É um grande prazer te seguir,obrigada por estar no Chá das Cinco.

Gemária Sampaio

Bandeira da ASDECON

Bandeira da ASDECON
ASSOCIAÇÃO DOS DESCENDENTES DE CONFEDERADOS AMERICANOS NA AMAZÔNIA

Brasão da família Vaughan

Brasão da família Vaughan

ClickComments

Arquivo do blog

ESCLARECIMENTO / EXPLICATION

Esclarecemos que em função de erros cometidos por ocasião das escriturações nos cartórios de Santarém, durante os registros de nascimentos, diversas famílias de origem confederada (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc...) tiveram seus nomes escriturados de forma errada.
A família VAUGHAN, por exemplo, assumiu algumas formas diferentes de escrituração: Vaughon, Waughan e Wanghon.
Recentemente alguns descendentes da família VAUGHAN e de outras famílias, com o auxílio de advogados e seguindo as árvores genealógicas, efetuaram as correções devidas nos cartórios locais e passaram a escrever corretamente os seus nomes.
Devido a pronúncia do nome VAUGHAN ser diferente da forma que é escrita, alguns descendentes passaram a adotar a denominação de “Von”, mas tão somente para facilitar o entendimento da leitura, sem alterar a forma de registro.

We clarified that in terms of errors committed during the notary records in Santarém, in the records of births, several families of confederates (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc ...) had their names entered in wrong. The family VAUGHAN, for example, took a few different ways to book: Vaughon, Waughan and Wanghon. Recentemente VAUGHAN some descendants of the family and other families with the help of lawyers and following the tree, made the necessary corrections in notary places and began to write their names correctly. Due to the pronunciation of the name VAUGHAN be different from the way it is written, some descendants moved to adopt the name of "Von", but only to facilitate the understanding of reading, without changing the way of record.