Quem sou eu

Pesquisar este blog

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

JULIO CÉSAR RIBEIRO DE SOUZA


Julio César Ribeiro de Souza nasceu em Acará, no dia 13 de junho de 1843 e faleceu em Belém, no dia 14 de outubro de 1887.
De família pobre, estudou no seminário do Carmo em Belém e foi um grande inventor brasileiro, que contribuiu muito para o desenvolvimento do balonismo e consequentemente para a aviação mundial. Talvez tenha sido o maior nome do Pará de todos os tempos.

Foi professor, autor de uma gramática premiada, poeta, jornalista, funcionário público, diretor da Biblioteca Pública do Pará e secretário de Estado.

Inventou a aeronavegabilidade ainda no século XIX, portanto bem antes de Santos Dumont e dos irmãos Whitte.

Em 28 de maio de 1861 , transferiu-se para a cidade do Rio de Janeiro, à época capital do império brasileiro, onde completou o curso preparatório da Escola Militar. Em 1866 seguiu para Montevidéu, onde se integrou às forças militares brasileiras na Guerra do Paraguai.
Em 1870, chega de volta ao Pará e dedica-se ao jornalismo, poesia e ao estudo da física como autodidata.
Em 1874, depois de observar o vôo de pássaros amazônicos, passa a dedicar-se ao estudo das ciências aeronáuticas.
Após seis anos de pesquisas, Ribeiro de Souza acredita que os balões devem ter formato assimétrico, com o centro de empuxo à frente, formato já preconizado e utilizado por vários inventores franceses, como Guyot, Eulriot e Pierre Jullien.

A aeronavegabilidade é fundamental para o voo de qualquer aeronave. Infelizmente Júlio César ainda não teve o seu nome devidamente reconhecido para a grandeza de suas façanhas. Foi conteporâneo de Santos Dumont e teve quase a mesma importância para o desenvolvimento do avião.

Em 1880 as tentativas do homem em conquistar o ar dividiam-se em duas grandes correntes: a aviação e o balonismo. A aviação não tinha êxito devido principalmente à falta de motores potentes o suficiente para que os primeiros modelos voassem. Já no balonismo, a ascensão não era impedimento mas a dificuldade estava apenas na dirigibilidade.

O cientista paraense Julio Cezar Ribeiro de Souza uniu características do balonismo e da aviação e assim criou um sistema de navegação aérea original, baseado no vôo dos pássaros planadores, preconizando a estrutura fusiforme dissimétrica dos balões. Essa forma se expressa num formato mais volumoso da proa e afilado da popa. Este desenho viria a ser o dos consagrados Zepelins que cruzaram o atlântico e deram a volta ao mundo na primeira metade do século 20.

Julio César Ribeiro de Souza também foi o nome dado a um ex time de futebol profissional de Belém, fundado em 25 de janeiro de 1925, que atuou até a década de 1970, quando infelizmente foi extinto.

Júlio César também é o nome da principal avenida que leva ao aeroporto internacional de Belém que em breve passará chamar-se "Aeroporto Internacional de Belém / Val-de-Cans / Júlio Cezar Ribeiro", conforme PROJETO DE LEI Nº 410/07, do Senado Federal, Ana Júlia Carepa (PLS 326/2005) RELATOR: Deputado SÉRGIO BRITO - PARECER: pela constitucionalidade, juridicidade e técnica legislativa. (Avulso Nº 868) projeto de lei em pauta no Senado dia 6 de agosto de 2009.

Comunidades no Orkut:

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=5393407

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=8394515

blog da ATAT - Clube Julio Cesar:

MATÉRIA NO Diário do Pará:

SITES PARA PESQUISA:

Nenhum comentário:

Bandeira da ASDECON

Bandeira da ASDECON
ASSOCIAÇÃO DOS DESCENDENTES DE CONFEDERADOS AMERICANOS NA AMAZÔNIA

Brasão da família Vaughan

Brasão da família Vaughan

ClickComments

Arquivo do blog

ESCLARECIMENTO / EXPLICATION

Esclarecemos que em função de erros cometidos por ocasião das escriturações nos cartórios de Santarém, durante os registros de nascimentos, diversas famílias de origem confederada (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc...) tiveram seus nomes escriturados de forma errada.
A família VAUGHAN, por exemplo, assumiu algumas formas diferentes de escrituração: Vaughon, Waughan e Wanghon.
Recentemente alguns descendentes da família VAUGHAN e de outras famílias, com o auxílio de advogados e seguindo as árvores genealógicas, efetuaram as correções devidas nos cartórios locais e passaram a escrever corretamente os seus nomes.
Devido a pronúncia do nome VAUGHAN ser diferente da forma que é escrita, alguns descendentes passaram a adotar a denominação de “Von”, mas tão somente para facilitar o entendimento da leitura, sem alterar a forma de registro.

We clarified that in terms of errors committed during the notary records in Santarém, in the records of births, several families of confederates (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc ...) had their names entered in wrong. The family VAUGHAN, for example, took a few different ways to book: Vaughon, Waughan and Wanghon. Recentemente VAUGHAN some descendants of the family and other families with the help of lawyers and following the tree, made the necessary corrections in notary places and began to write their names correctly. Due to the pronunciation of the name VAUGHAN be different from the way it is written, some descendants moved to adopt the name of "Von", but only to facilitate the understanding of reading, without changing the way of record.