Quem sou eu

Pesquisar este blog

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Inauguração do Parque Ecológico do Município de Belém

Aconteceu na manhã desta quinta-feira (30), a inauguração do Parque Ecológico do Município de Belém (PEMB). O parque foi criado pela Lei Municipal 7.539/91 e fica localizado entre os conjuntos habitacionais Presidente Médici II e Bela Vista. Com uma área de aproximadamente 44,06 há, - o equivalente a 115 campos de futebol – o Parque Ecológico se divide entre os bairros de Val-de-Cans e Marambaia e é cortado em toda sua extensão pelo canal de São Joaquim, além de abrigar o igarapé do Burrinho. O parque terá uma entrada pela nova avenida Independência, em frente do conjunto Bela Vista, e outra pela rua Paragominas, no conjunto Medici II. Foram construídas trilhas em estivas (nas áreas alagadas), um mirante, casa administrativa, lanchonete, espaço cultural e pórticos de entrada do parque.

O Parque Ecológico de Belém é uma ampla área de mata virgem, transformada em bosque e totalmente cercada e adpatada para proteger a fauna, a flora e os usuários do local. É possível ver no parque, soltos pelas árvores, pequenos macaquinhos e outras espécies da fauna local.

Aos que estiverem interessados em visitar o parque, as linhas de ônibus Medici-Centro e Sacramenta-Nazaré passam bem em frente ao PEMB.

O novo espaço é uma importante obra pública realizada em conjunto pela prefeitura de Belém e governo do estado. A inauguração foi um evento simples e contou com a presença de algumas autoridades e alunos de escolas de Belém.

A obra preenche uma antiga reivindicação de moradores dos conjuntos Medici II, Bela Vista e localidades próximas. Essa área verde poderá ser usado em breve pela população de Belém para educação ambiental, visitação, pesquisa e eventos culturais.

A capital paraense conta agora com três grandes parques de visitação pública e preservação ambiental: Parque Zoobotânico de Belém (Bosque Rodrigues Alves), Museu Emílio Goeldi e Parque Ecológico de Belém.

Nenhum comentário:

Bandeira da ASDECON

Bandeira da ASDECON
ASSOCIAÇÃO DOS DESCENDENTES DE CONFEDERADOS AMERICANOS NA AMAZÔNIA

Brasão da família Vaughan

Brasão da família Vaughan

ClickComments

ESCLARECIMENTO / EXPLICATION

Esclarecemos que em função de erros cometidos por ocasião das escriturações nos cartórios de Santarém, durante os registros de nascimentos, diversas famílias de origem confederada (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc...) tiveram seus nomes escriturados de forma errada.
A família VAUGHAN, por exemplo, assumiu algumas formas diferentes de escrituração: Vaughon, Waughan e Wanghon.
Recentemente alguns descendentes da família VAUGHAN e de outras famílias, com o auxílio de advogados e seguindo as árvores genealógicas, efetuaram as correções devidas nos cartórios locais e passaram a escrever corretamente os seus nomes.
Devido a pronúncia do nome VAUGHAN ser diferente da forma que é escrita, alguns descendentes passaram a adotar a denominação de “Von”, mas tão somente para facilitar o entendimento da leitura, sem alterar a forma de registro.

We clarified that in terms of errors committed during the notary records in Santarém, in the records of births, several families of confederates (Wallace, Hennington, Rhome, Pitts, Riker, Vaughan, Jennings, etc ...) had their names entered in wrong. The family VAUGHAN, for example, took a few different ways to book: Vaughon, Waughan and Wanghon. Recentemente VAUGHAN some descendants of the family and other families with the help of lawyers and following the tree, made the necessary corrections in notary places and began to write their names correctly. Due to the pronunciation of the name VAUGHAN be different from the way it is written, some descendants moved to adopt the name of "Von", but only to facilitate the understanding of reading, without changing the way of record.